Como transformar dois gatos em um negócio milionário

A Manuela e o Igor transformaram a paixão por gatos em um ecommerce que vai dobrar de tamanho em 2017. Quer saber como? Uma dica: eles economizam R$12 mil por ano em contabilidade

Igor Mourelle e Manuela Macedo, fundadores do Cat Club

O Cat Club é um ecommerce feito para quem gosta de gatos. Em 4 anos de existência eles acumulam milhares de seguidores na redes sociais e já ultrapassaram a barreira do R$1 milhão em faturamento. O negócio, que começou dentro de casa, cresceu também em time, estrutura e inteligência. A escolha por levar a contabilidade para o mundo digital, por exemplo, proporcionou uma economia anual de R$12 mil e que é reinvestida integralmente no negócio.

Era uma vez

Ela escrevia, ele fazia o layout. Os dois da propaganda e cariocas. Antes só eles, juntos, depois, dois mais dois: ela, ele e dois gatos, a Marla e o Tyler. E assim começa a história da Manuela e do Igor, os empreendedores por trás do Cat Club, um ecommerce bombado focado em quem tem paixão por gatos.

“A ideia de criar o Cat Club foi resultado de um mix da vontade de compartilhar com o mundo as experiências maravilhosas que tínhamos todos os dias com essas criaturas lindas. E claro, ajudar os outros amantes de gatos com coisas desse universo que talvez eles nem sabiam.” — diz Manuela

E tudo começou com a vontade de compartilhar experiências felinas em um blog, depois, chegaram de leve no Facebook e então algumas almofadas entraram em cena. A Manu, engajada na causa animal, começou a costurar à mão algumas almofadas para vender e doar o lucro para uma ONG de proteção animal. A coisa foi tomando proporção, o número de acessos ao blog não parava de subir e os fãs no Facebook se multiplicavam. Hoje eles têm uma comunidade com 396 mil apaixonados por felinos, também pudera, não tem crise para os aficcionados por bichos: o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial do mercado pet, ficando apenas atrás dos EUA. E se os gatos antes eram deixados de lado pela soberania dos cães, agora são os queridinhos da vez neste mercado que dobra de tamanho a cada ano. Segundo matéria publicada no jornal Estadão, até 2020 os gatos podem se tornar os melhores amigos dos brasileiros.

As primeiras almofadas feitas à mão e que deram origem ao ecommerce

Temáticos

Bem, para a Manu e o Igor os gatos sempre foram as estrelas. Sabe aquelas almofadas que ela costurava para vender e ajudar uma ONG? Ela se desdobrou em centenas de produtos com cara de gatinho: é caneca de gatinho, blusa de gatinho, abajur de gatinho, óculos de gatinho. É tanta coisa fofa, que até quem só gosta de cachorro quer ter. Ah, um detalhe importante: o Cat Club começou vendendo coisas para quem gosta de gatos e não coisas para gatos. E isso torna a história ainda mais interessante. Ao focar na temática catlover, eles saíram pela tangente e ganharam um mercado absolutamente novo e inexplorado alimentado por pessoas que passavam o dia vendo GIF’s de gatinho e lembrando que precisavam comprar areia para seus bichanos em casa.

Falando em GIF :D

O pulo do gato que ainda falta

Ao todo o negócio vai fazer 4 anos. Do blog ao ecommerce foram 02 anos, e de lá para cá eles largaram suas carreiras em publicidade para dedicarem-se exclusivamente a empreender. E apesar de linda, a história é recheada de desafios até hoje.

“A gente tem muita vontade e está sempre olhando os erros para descobrir como acertar. Sobra criatividade, mas ainda precisamos dar o pulo do gato na gestão do negócio” — conta Igor, num trocadilho pontual do negócio.

Dá até para dizer que conquistar os primeiros clientes foi mais fácil que conquistar os primeiros fornecedores. Quem toca o estilo da marca é a Manuela e certa vez ela decidiu que eles tinham que fazer bolsas com cara e forma de gatinho, e assim foi, mas eles tiveram que fechar 300 bolsas da mesma estampa e pagando à vista para que o fornecedor começasse a criar um relacionamento com eles. Levaram um ano para vender tudo, mas valeu a pena. Ganharam expertise, fecharam parcerias exclusivas e fabricam alguns produtos dentro de casa, estão inclusive dobrando o tamanho de sua estrutura física para dar conta da demanda e pretendem multiplicar por dois o faturamento em 2017.

Crescendo junto

Antes de tudo, o que eles acreditam mesmo são nas relações humanas e valorizam muito seus funcionários e fornecedores, inclusive com apoio financeiro. Não é que estejam com dinheiro sobrando, até porque reinvestem todo o lucro no negócio, mas porque sabem o valor de vestir a camisa. Nas palavras do fundador:

“Eu sempre falo para os meus parceiros — porque aqui todo mundo é meu parceiro, dos funcionários aos fornecedores — se tiver com algum problema, fala comigo primeiro. A gente se ajuda.”

Parceria

E foi pensando em crescer junto que eles conheceram a Contabilizei. Na época, a Manu e o Igor tocavam sozinhos o negócio e gastavam R$12.000,00 por ano com contabilidade, era pesado demais para eles, que deixavam de investir na empresa para honrar com este compromisso. Começaram a pesquisar outras opções e não acreditaram quando viram que era possível ter uma contabilidade online, fácil e econômica perfeita para o seu negócio.

“Foi um alívio. Ganhamos muito mais facilidade, pudemos esquecer as pilhas de notas fiscais que recebíamos dos fornecedores e enviávamos para o contador. A Contabilizei pega isso para mim automaticamente, é quase uma mágica! (risos). Também nunca tivemos um atendimento tão rápido e dedicado. Quem tem ecommerce, sabe que no começo do ano o governo inventou uma moda que obrigou as empresas de comércio a pagar mais impostos e foi uma confusão geral. O pessoal da Contabilizei conseguiu explicar como isso ia funcionar tão bem, que eu repassava as informações para os meus amigos empreendedores que não conseguiam se entender com seus contadores. Mas o mais impactante, para nós, foi que a economia que fizemos nos proporcionou a contratação da nossa primeira funcionária, foi um marco na Cat Club. Nós vestimos a camisa da Contabilizei e indicamos para todo mundo.” — Igor Mourelle, fundador do ecommerce Cat Club.

Sobre a gente

Aqui na Contabilizei, nós nos inspiramos em histórias como a que você leu agora. E também acreditamos que podemos fazer a diferença no seu negócio ao democratizar os serviços contábeis. Nosso propósito é manter a sua empresa regularizada com facilidade e economia. Que tal vir com a gente e ter sua história contada aqui?