Eles cresceram seu negócio 30 vezes em um ano ajudando os outros a ganharem dinheiro

Conheça a história do leadlovers, uma startup de marketing digital que não tem um CEO.

Visão, esta é a palavra que define Diego Carmona, co-fundador do leadlovers, uma das principais empresas de automação de marketing digital do país. Tanto é verdade, que por não se encaixar nas nomenclaturas usuais do mercado — CEO, CTO, etc — Diego se autodenominou: CVO — Chief Visionary Officer. E ele é a cara da empresa que fundou para ajudar outros empreendedores digitais a ganharem mais dinheiro. Com background de 17 anos empreendendo na área de tecnologia e tendo fundado mais de 15 startups, Diego e seus sócios Fábio Verschoor e Felipe Teixeira, tiveram visão e braço para criarem um negócio que em apenas um ano cresceu 3.000% sua base de clientes.

Mais do que três em um

“Nos meus 17 anos de empreendedorismo, percebi que ninguém nos ensina a vender. Tive vários desafios de escalabilidade nas startups que fundei até que decidi estudar a fundo como gerar valor para as pessoas. Com o conhecimento acumulado, resolvi ajudar outros empreendedores a ganharem dinheiro.” Diego Carmona — CVO leadlovers

O lance de tudo, foi que que eles desenvolveram um produto inovador que atua como um canivete suíço, integrando diversas etapas que vão desde o relacionamento com clientes até a venda, tudo em uma única solução. E isso atende em cheio um mercado em expansão meteórica no mundo todo, são os chamados “negócios digitais”. Numa era baseada na tecnologia e na inovação, a troca de informações se tornou muito mais ágil e o poder de entregar conteúdos relevantes trocou de mãos. Se antes os detentores da informação eram os grandes grupos — mídia e educacional — hoje, qualquer pessoa que tenha conhecimento pode compartilhar, ou melhor, vender informação. E esta é a grande sacada deste mercado: vender informação através de produtos digitais customizados. Em temas que vão desde Marketing e finanças passando por dietas e coaching, estes empreendedores faturam alto vendendo seu conhecimento na internet.

Reprodução

A lógica da máquina de vendas

O produto do leadlovers faz e entrega valor para seus usuários. Ele ajuda o empreendedor a ganhar mais dinheiro na internet através de suas ferramentas de criação de sites, disparo de emails, gatilhos e ambiente virtual exclusivo para membros, ponto alto deste tipo de negócio. A lógica é a seguinte: eu te entrego parte do meu melhor conteúdo, mas te deixa com gostinho de quero mais. E tem muita gente que quer mais, o que faz girar a chamada máquina de vendas.

Só que tudo isso é o final da história. É importante lembrar que negócios não surgem do nada e a empresa que Diego, Fábio e Felipe construíram surgiu lá em novembro de 2014. Ao rodar outros negócios, eles perceberam que tinham toda a teoria, tinham um bom produto mas não sabiam vender.

Giphy

E correndo atrás de resolver sua própria dor, conheceram os fundamentos de marketing dos negócios digitais e viveram na pele os desafios de outros empreendedores digitais e decidiram mudar de rota. Com sua base teórica fortalecida e capacidade de desenvolvimento em tecnologia afiados, decidiram pegar um caminho diferente e investir seus esforços em criar a ferramenta certa para este negócio. Veja, vender conhecimento na internet é algo muito novo e não faltam iniciativas e ferramentas para este nicho, mas faltava “a” ferramenta, aquele que integraria todas as necessidades e foi assim que nasceu o leadlovers.


Reprodução

Formalizar faz parte do jogo

Passada a etapa do MVP, mínimo produto viável, típico das startups, que lançam produtos enxutos com a ideia de primeiro testar a aderência do mercado, a dupla de fundadores já com algum dinheiro em caixa viu que era hora de formalizar o negócio. Ora, pagar imposto não é exatamente a coisa mais incrível do mundo, mas faz parte do jogo e da profissionalização do negócio, até para captação de recursos, apesar de que até agora a empresa anda com suas próprias pernas, sem investimento externo. Mas como continuar colocando esforços em escalar o negócio tendo que se preocupar com tanta burocracia? Simplesmente encontrando quem compartilha dos mesmos valores e entende as suas dores e é aí que a Contabilizei começa a fazer parte da história do leadlovers. Um negócio digital precisa de soluções alinhadas com o seu propósito, não faz sentido lançar um produto inovador mas ter sua estrutura baseada em processos tradicionais, para não dizer antigos.

Como os sócios eram habitués do mundo do empreendedorismo e já conheciam a Contabilizei, a decisão de abrir sua empresa — e de graça! — com a gente foi muito natural. Quem fala um pouco mais sobre isso, é o gerente financeiro do leadlovers, Felipe Mandeli:

“Os fundadores escolheram a Contabilizei por ela estar alinhada com os nossos valores mas também pela facilidade que a plataforma oferece. Qualquer pessoa, mesmo sem conhecimento de contabilidade consegue realizar as rotinas na plataforma de forma muito simples.”

E complementa: “Hoje pagamos uma mensalidade bem mais alta porque o nosso faturamento cresceu 30 vezes no último ano mas, mesmo assim, é um valor absolutamente justo para o que a Contabilizei nos oferece.”

Sobre a gente

Aqui na Contabilizei, nós nos inspiramos em histórias como a que você leu agora. E também acreditamos que podemos fazer a diferença no seu negócio ao democratizar os serviços contábeis. Nosso propósito é manter a sua empresa regularizada com facilidade e economia. Que tal vir com a gente e ter sua história contada aqui?