A Agonia de Eros

ENSAIO de Angela Almeida, Pré-Selecionado

O ensaio nasceu a partir da leitura do livro “A Agonia de Eros” do filósofo coreano Byung-Chul Han. O autor ressalta que o homem atual permanece igual a si mesmo e procura no outro somente a confirmação de si mesmo. Assim, o outro que ele deseja e que o fascina, é desprovido de lugar. Assim, ele vai preenchendo esse vazio com suas próprias sombras. Ama continuamente a sua própria imagem. Só ver a si mesmo e a experiência erótica se torna quase impossível, uma vez que precisamente perdeu a atopia do outro.

Aqui tento criar imagens sobre a morte de Eros e a permanência de um inferno narcísico.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.