Desmemória Olímpica

ENSAIO de José Roberto Bassul, Pré-Selecionado

A série “Desmemória olímpica” refere-se a um grande evento — os Jogos Olímpicos 2016, realizados há apenas um ano no Rio de Janeiro — para abordar aspectos característicos da contemporaneidade. Suas imagens fluidas, imprecisas, evocam o apagamento quase imediato da memória.

No âmbito da revolução tecnológica que vivenciamos, nossas experiências são marcadas por fugacidade, pela natureza efêmera dos fenômenos e sentimentos. Nos conectamos e nos envolvemos. Logo em seguida, contudo, esquecemos o que foi vivenciado. Seu lugar é imediatamente tomado por outros interesses e novas conexões, como se nada de relevante houvesse acontecido.