Vestígios

ENSAIO de Alexandre Martins, Pré-Selecionado

Esta série de fotografias foi realizada com filme negativo p&b, 135mm, em Ouro Preto, Minas Gerais, focando nas sombras humanas projetadas em velhas paredes caiadas. Constitui um pequeno recorte no tema que me atrai há muitos anos.

A sombra é como a memória; vai com a gente aonde a gente vai. Insiste em nos acompanhar à frente, atrás, ao nosso lado. Em alguns momentos encanta, em outros incomoda. Obscurece- nos e nos reinventa. Na maioria das vezes, passa despercebida ou esquecida.

A sombra projetada, intrigante e instigante, nos redesenha em silhuetas nas paredes que construímos. Move-se conosco; pára, conversa, anda, mistura tudo e todos e se funde com as manchas do tempo nos confundindo. Deforma e transforma; alonga-se e retrai-se; nos recria em figuras e pensamentos incertos; insiste em não nos deixar. Finalmente, cansada, se esvai no jogo interminável da luz, obediente, para adiante ressurgir vigorosa.

Sombras, vestígios efêmeros da vida, diante do olhar fotográfico.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.