A lagartixa romanista

Manolas está na mira do Zenit e a Roma pretende vendê-lo pelo preço certo. Grego será uma ausência sentida

É isso aí, amigo leitor. Estamos de casa nova. Saímos do ESPN FC para trilhar nosso próprio caminho e ganhar cinco cliques semanais. Agora estamos aqui na casinha modesta do Medium para seguir acompanhando a Roma e informando os amigos que prestigiavam o Coração de Roma. Dito isso, vamos ao que interessa.

>>>>>

A Roma está se reformulando após a saída de Luciano Spalletti. Com a chegada do queridão Eusebio Di Francesco, a esperança é que o clube invista em atletas jovens e mais modestos. Sem mais medalhões ou tiros na água, não é mesmo? E o fato de ter o grande Monchi como intermediador de transferências já traz algum ânimo para os próximos meses. Entretanto, apesar da sensação de novidade com EDF, não tivemos tantas boas notícias até agora.

A começar pela despedida de Szczesny para a Juventus (a Roma não o contratou em definitivo e não levará um tostão), a iminente saída de Salah para o Liverpool (por 45 milhões de euros), também estamos lidando com a possibilidade de Manolas (Zenit) e Rüdiger (Inter) tomarem o caminho da rua. Os russos do Zenit não planejam levar só Kostas da Roma, mas também querem Dzeko, ao menos é o que os jornais garantiam nas últimas semanas. De oficial, só mesmo a contratação do zagueiro Hector Moreno, vindo do PSV. O que indica que teremos alguma saída na zaga.

No pior dos cenários, perderemos titulares de valor para a próxima temporada, o que desfigura e desentrosa o plantel remanescente. Espera-se também que Di Francesco tenha papel decisivo na contratação de um verdadeiro pacotão do Sassuolo: Berardi, Acerbi, Defrel e Pellegrini, que por sinal era nosso e saiu a preço de banana, com cláusula de recompra. Pagaremos 10 milhões para reintegrar uma promessa da base que nunca deveria ter sido vendida em primeira instância. Mas vou segurar a emoção porque já me estressei demais com a corja de Pallotta. Vou começar numa vibe zen esta nova fase do Coração de Roma.

Volta, Lorenzo. A gente te ama, menino

Aí temos um velho problema: lembra aquele maldito Fair Play Financeiro, que na verdade só limitou os gastos dos times médios e continua permitindo loucuras dos gigantes, que obviamente têm receita maior? Então, ele está com um pé no nosso saco outra vez. Para que a transferência de Pellegrini se concretize, tendo em vista que a cláusula de recompra foi exercida, é preciso esperar a definição da venda de Salah. E Manolas também deve ir embora para gerar alguma entrada considerável para que façamos contratações. Ou seja: Pellegrini só pinta depois de alguma venda grande.

Pior (dependendo do ponto de vista) que isso é que não vai sobrar muito dinheiro para contratar e preencher lacunas evidentes de elenco com o orçamento reduzido. Se ao menos a Roma tivesse um patrocinador, né, Pallotta? Ah, que sonho. Nos tempos da família Sensi isso não era uma preocupação.

Não se anime muito com reforços, amigo romanista. Por outro lado, a lagartixa pode até perder o rabo, mas logo se regenera. Pode ser que o rabo não seja tão longo ou bonito quanto o anterior, mas vai se regenerar, com certeza. Para evitar mais frustrações, baixemos as expectativas para a temporada vindoura.

Enquanto os dias passam e o pessoal descansa, aconteceram estas coisas que são de nosso interesse:

  • Pellegrini fez um golaço de bicicleta na estreia da Itália pela Euro sub-21;
  • A Roma tomou uma bela esnobada de Patrik Schick, da Sampdoria, que vai para a Juventus;
  • O Stoke avisou que não vai vender Shaqiri, cotado para substituir Salah;
  • A Roma recusou a primeira proposta do Zenit por Manolas. Quer pelo menos 35 milhões nele;
  • Outro alvo da Roma no mercado é o zagueiro Juan Foyth, do Estudiantes. O Atlético de Madrid também está na parada;
  • O meia Jean Seri, do Nice, também está nos planos de Monchi, que promete uma abordagem silenciosa no mercado. Ele não quer vazar nenhum contato para a imprensa;
  • Tem centroavante novo perto do CT em Trigoria: Richarlison, do Fluminense. Espero que o Flu dificulte a saída do garoto;
  • É questão de tempo o acordo pelo lateral-direito Rick Karsdorp, do Feyenoord e da seleção holandesa. A torcida romanista já está assediando o novo reforço no Instagram, o que gerou uma reação bem engraçada: para dar o troco, torcedores do Feyenoord abordaram El-Shaarawy em sua conta na rede social, dando boas vindas ao jogador, que não entendeu nada. É o carinho da torcida.

Siga-nos no Twitter: @coracaoderoma. Até a próxima.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Felipe Portes’s story.