Empacotando Defrel

A novela acabou. Gregoire Defrel está pronto para assinar com a Roma após exames médicos. Foi uma longa negociação com o Sassuolo, envolvendo formas de pagamento e outras pendências, até que a transferência foi acordada por 20 milhões de euros.

A informação é do jornalista Gianluca Di Marzio. Inicialmente, Defrel chegará por empréstimo com opção de compra, e o valor subirá para 23 milhões na próxima temporada, para que daí seja concretizada a cessão em definitivo.

O atacante, que marcou 16 gols na última temporada, chega como opção para substituir Salah, vendido ao Liverpool nos primeiros dias da janela de verão. Como o valor pago por Defrel não será muito fora dos padrões, é até elogiável a contratação do atleta, que tem 26 anos e joga pelo Sassuolo desde 2015.

Aos poucos, a Roma vai tomando forma para a temporada. E esta semana ainda devemos ter algum barulho com novos reforços. A esperança de Eusebio Di Francesco é que Defrel já chegue adaptado ao seu esquema, já que trabalhou com o francês na equipe neroverdi. E ter outro atacante com faro de gol serve bem ao segundo ataque mais poderoso da Serie A em 2016–17. Além disso, Defrel também tem aptidão para recompor a marcação, o que deve ser uma grande arma em contragolpes.

Totti será diretor da Roma. Ainda não se sabe qual a função que ele vai exercer (nem o próprio Francesco sabe), mas é certo de que sua carreira acabou naquele jogo contra o Genoa. Il Capitano chegou a aceitar uma proposta do Japão para jogar no Tokyo Verdy, mas a esposa e os filhos não quiseram mudar de país. Ponto para a Roma, que reintegrou seu maior ídolo e evitou que ele comprometesse seu status de homem de um clube só.

A Roma está nos Estados Unidos para uma turnê e alguns amistosos. Até o dia 31 de julho, a equipe de Eusebio de Francesco fará jogos contra o Paris Saint-Germain, Tottenham e Juventus em solo americano. Por agora, a preparação está toda sendo feita em Detroit, Michigan.

Já houve interação com o time de futebol americano universitário da cidade e a reintegração dos generais do elenco como Nainggolan, Manolas, Dzeko e De Rossi. Monchi, que teve alguns anos como goleiro do Sevilla na década de 1990, participou de um rachão particular, vestindo luvas.

  • Além de Defrel, a Roma está mirando outros caras nesta semana. Riyad Mahrez, do Leicester, que segundo a Gazzetta Dello Sport, já aceitou os termos da transferência. O que pega aí é o valor a ser pago. A Roma quis pagar 30 milhões, mas os Foxes não estão convencidos. Nesta terça-feira, o técnico Craig Shakespeare negou que haja qualquer proposta oficial. Hmm…
  • Estamos precisando de um lateral-esquerdo? A Roma sondou Antonio Barreca, do Torino, para a função. O agente do atleta confirmou o interesse, mas não há nada de sólido e pode muito bem ser aquela famosa jogada de empresário, cavando uma transferência para o seu cliente.
  • Patrik Schick, da Sampdoria, estava quase acertado com a Juventus, mas a contratação não foi adiante. Ainda não está claro o motivo da desistência juventina, mas o tcheco volta a estar disponível para uma possível transferência, caso não haja nenhum problema físico grave. Massimo Ferrero, presidente da Samp, disse no início do mês passado que a Roma queria o garoto, mas não poderia pagar por ele. Bem, eis aí uma oportunidade.

Depois de perder Leonardo Bonucci em uma transferência chocante para o Milan, a Juventus já tem um nome em mente: Kostas Manolas. Os juventinos não pagarão menos de 40 milhões no grego, caso as conversas avancem. E a possibilidade é grande, já que Beppe Marotta se reuniu na semana passada com Monchi para discutir isso. E novamente teremos uma incógnita sobre a outra peça da zaga, já que Rüdiger vazou.

É isso por agora. Voltamos na sexta-feira com os próximos acontecimentos. Siga a gente no Twitter: @coracaoderoma ou @portesovic. Até logo!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.