Um almoço especial.

Quando criança eu costumava passar as férias com minhas irmãs e primos na casa dos nossos avós e além da memória de brincadeiras em barrancos de terra vermelha e debaixo de parreiras de uva, eu tenho lembranças dos almoços com arroz, feijão e guisado de carne com moranga cozidos no fogão à lenha.

Eu lembro que às vezes a gente almoçava no pátio, de ter alguém coando o meu feijão pois eu gostava mais do caldo do que dos grãos, lembro de esmagar a moranga com o garfo até formar um purê, e de colocar muita farinha de mandioca — carboidratos eram amigos nos anos 80. A memória é uma coisa estranha, pois eu não lembro do sabor da comida ou se minha vó de fato cozinhava nossos almoços, mas eu guardei pra mim este prato como uma das minhas lembranças mais nostálgicas de qualquer comida que tive na vida.

Muitos outros pratos me trazem boas lembranças com minha mãe num domingo muito antigo, a torta de limão feita pela minha irmã do meio, um longo brunch com amigos — e é reconfortante saber que posso fazer estes pratos de novo e matar a saudade de momentos nostálgicos com boa comida.

Ainda não tenho receita guardada para todas essas comidas e quando adulta nunca cozinhei nada com moranga, mas toda vez que penso em um prato de feijão, arroz e guisado com moranga, eu volto pra casa dos meus avós.

Que venham muitas novas receitas e memórias especiais.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.