Falece a jovem Democracia

gabriel fernandes
May 12, 2016 · 2 min read

Obituário. Na madrugada deste 12 de maio de 2016 faleceu em Brasília (DF) a jovem Nova República. Também conhecida pela carinhosa alcunha de “Democracia”, a jovem contava 27 anos. Era popular e moderna: apesar da origem aristocrática, recusava rótulos como “bela”, “recatada” ou “do lar”. Vítima de doença terminal desde 2015, nossa jovem Democracia já agonizava havia cerca de um mês em seu leito de morte. A centelha final desapareceu após alguns ataques fulminantes do mal que a afligia — ainda pouco compreendido pela ciência contemporânea. Infelizmente, seu estilo arrojado e contemporâneo desagradava muitos representantes de gerações anteriores, que a viviam censurando — motivo pelo qual deixará saudades entre os amigos mais próximos, que permanecem desolados e sem saber o que fazer.

Boatos. Muitos são os boatos em torno da morte da jovem Democracia. Apesar da doença que a acometia, há fortes indícios de crime, visto que os aparelhos que a mantinham viva apresentavam não só sinais de desgaste como de falta de manutenção aparentemente intencional. O tio da jovem, em particular, tem sido acusado pelos demais familiares de traição — e, de fato, o sujeito (natural do interior de São Paulo) em vários momentos foi visto trocando abraços com muitos dos que publicamente manifestavam desconforto com os hábitos modernos da Nova República.

Conflito de gerações. O braço mais conservador da família (que se concentra nos bairros de Higienópolis e Morumbi) também não desejou manifestar publicamente a perda de sua herdeira. Muitos alegam, porém, que tais patriarcas paulistas nunca tenham perdoado a menina por ter se relacionado nos últimos anos de sua vida com jovens oriundos de fora da aristocracia.

Polêmica. A jovem Democracia adorava as privilegiadíssimas festas, vernissages e recepções cultivadas por sua quatrocentona família. Gostava, no entanto, de visitar também saraus de periferia, rolezinhos e outras festas populares. Muitos alegam, porém, que ela aparecia nesses lugares de uma maneira meio esnobe, meio deslumbrada. Questionados sobre o falecimento da Nova República, muitos populares alegaram desconhecê-la, mas lembraram-se com tristeza dos abusos de alguns dos amigos que sempre acompanhavam a garota: a Polícia, a Desigualdade e o Fisiologismo foram bastante citados.

Causa da morte. Não se sabe bem o que abateu nossa jovem aristocrata. Alguns especialistas consideram a doença uma espécie de síndrome causada pela falta de diversidade em sua dieta. Outros entendem que o problema de Nova República era de condições materiais, visto que se movimentava em pequena quantidade e sempre nos mesmos lugares: a jovem Democracia se exercitava muito pouco. Independente do motivo, todos concordam que, caso tenha havido traição por parte da família, o desligamento dos poucos dispositivos que alargavam sua vida teria sido fulminante.

Cinzas. O corpo da falecida será cremado. A família pretende espalhar as cinzas na Avenida Paulista.

CRÔNICAS

Crônicas para instigar. Contos para envolver. Ficção para entreter.

gabriel fernandes

Written by

também em http://flickr.com/gaf e em http://arquiteturaemnotas.com

CRÔNICAS

CRÔNICAS

Crônicas para instigar. Contos para envolver. Ficção para entreter.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade