Empreendedendo com propósito: negócios de impacto social

Em um contexto em que inovação e empreendedorismo são temas recorrentes no mercado, também é preciso falar sobre sustentabilidade e sobre responsabilidade socioambiental. Pensando nisso, o conceito de empreendedorismo social surge como uma alternativa financeiramente viável para negócios que resolvam problemas reais e contribuam com soluções que transformam a vida das pessoas, principalmente em comunidades de baixa renda.

O caráter social deste tipo de organização não exclui a possibilidade de ganhar dinheiro com o projeto, diferentemente das ONGs, que não tem fins lucrativos. Aliás, por atuarem entre o setor privado e organizações do terceiro setor, essas empresas são classificadas como parte do “setor 2,5”.

No Brasil, organizações como a Artemisia, a Yunus e a Social Good Brasil são responsáveis pelo fomento e suporte a empreendedores cuja atividade principal corresponde a negócios com um propósito social.

A Barbarelas Design em Cadeia também é uma iniciativa que promove o impacto social ao oferecer novas oportunidades para presidiários, e foi a vencedora do Baanko Challenge em Belo Horizonte. Confira a entrevista com a Bárbara Fialho, idealizadora e CEO do projeto:

O que é a Barbabelas Design em Cadeia?

Somos um projeto para levar profissionalização empreendedora e humana para pessoas presas. Queremos mostrar um novo caminho para aqueles que um dia fizeram uma escolha errada.

Bárbara (ao centro) exibe o troféu do primeiro lugar no Baanko Challenge Beagá com a equipe da Barbarelas Design em Cadeia: reconhecimento de uma ideia que pode transformar muitas vidas

Qual o propósito de negócios de impacto social?

Oferecer soluções para problemas que o Estado sozinho não consegue solucionar. Sabemos que são inúmeras as razões pelas quais o Estado é ineficiente, desde a extensão do nosso país até a corrupção, mas não podemos ignorar o fato de que pessoas são duramente sacrificadas. Afinal de contas, nós enquanto sociedade também somos Estado e temos que fazer a nossa parte.

O que diferencia negócios de impacto social de outros tipos de negócios?

O core business dos negócios de impacto social é o próprio impacto social e o lucro é consequência dele. Se for preciso diminuir o lucro (sem deixar de ser sustentável) para aumentar o impacto, isso acontece, diferentemente de um negócio tradicional.

Como você se tornou uma empreendedora social?

O social sempre foi algo presente na minha vida, desde criança, é algo que aprendi com meus pais. Há quatro anos sou voluntária em um projeto de reforço escolar com crianças do Morro do Papagaio, sendo que por três estive na coordenação. Em fevereiro, após ser desligada do meu último emprego (era Analista de RH) decidi seguir meu coração e atuar naquilo que sempre me motivou — o social. Foi aí que conheci o empreendedorismo social e nasceu o Barbarelas Design em Cadeia.

Quais são os maiores desafios a serem superados?

Acho que o desafio comum a quase todos os empreendimentos sociais: monetizar e encontrar parcerias que se identifiquem e se envolvam com a causa.

Qual a importância de negócios de impacto social para o mercado e sociedade?

Esse tipo de negócio é muito importante. A sociedade está carente de acesso a serviços básicos e oportunidades e o mercado está sedento de pessoas que não percebem mais sentido em trabalhar sem propósito, sem causa. E os negócios de impacto social podem fazer o elo entre essas duas demandas.

Que conselhos você daria para quem quer empreender nesta área?

Ame e acredite no que se propõe a fazer porque os desafios são inúmeros e não são fáceis. Esteja cercado de pessoas que também acreditem na causa, que tenham disponibilidade e conhecimentos a agregar.