Retrospectiva 2018 na Conta Azul: o ano mais incrível da minha carreira

Paulo Salum
Feb 21, 2019 · 4 min read
Eu, pelas lentes de uma câmera boa, com um objetivo em mente e alguns quilos a mais (risos) / #PraCegoVer: homem, sorrindo, com os braços cruzados, no lounge da Conta Azul

No fim de 2017, eu estava desacreditado. Não tinha perspectiva de crescimento profissional e vivia numa cidade que só me causava medo. A sensação era de não ter voz, propósito e muito menos esperanças de que algo pudesse melhorar.

No fim daquele ano, participei de um processo seletivo para a Conta Azul, com a possibilidade de sair do Rio de Janeiro e vir para Santa Catarina. Foi um processo criterioso, mas bem diferente dos que eu já havia participado.

Uma das entrevistas foi com o time que viria a me acolher. Neste dia, consegui tirar dúvidas com quem coloca a mão na massa, com verdade e sem firulas sobre o processo de contratação.

Pesquisei bastante sobre Conta Azul. E logo percebi que não se tratava de uma empresa como as outras. Quando finalmente recebi uma proposta, estava animado, e dei um baita mergulho bem no meio deste oceano azul.

A primeira coisa que chamou minha atenção foi a forma como eu fui tratado pelos meus colegas desde que cheguei à nova cidade. Me passaram um pequeno manual das coisas que tinha para fazer, imobiliárias, restaurantes, etc. Isso me ajudou a me encontrar e a decidir onde alugar um apartamento, por exemplo.

O primeiro dia de trabalho foi outro choque de realidade. Estava esperando sentar na minha mesa, algum veterano me passar mais ou menos como as coisas funcionam, e já colocar a mão na massa.

Mas o que tive foram três dias de imersão. Nesse período, em conjunto com outros novatos, aprendi como funciona cada pedacinho da Conta Azul. E conheci pessoas incríveis, amizades que carrego até hoje!

Foi nessa fase que entendi, de fato, o nosso propósito como instituição: fazer com que todo dono de negócio tenha sucesso. Compreendi, ali, o poder que temos em mãos para ajudar o nosso País a crescer. Nesse momento, vesti a camisa, coisa que nunca tinha feito, e decidi dar o meu máximo nesta empreitada.

Quando comecei na minha tribo, a missão era desenvolver a plataforma Conta Azul Mais — uma iniciativa para conectar contadores e donos de negócio. Mas a fase de discovery (pesquisa) ainda estava acontecendo. Então, tivemos tempo para verificar hipóteses e estudar novas tecnologias. Assim, encontramos, juntos, a melhor forma de desenvolver nosso projeto.

O volume de trabalho era grande, mas desafiador. Com a quantidade de informações que eu absorvia, cresci em três meses na Conta Azul mais do que havia crescido em todo o ano de 2017.

No meio do ano, ainda tivemos a aquisição da empresa Wabbi, que acelerou, e muito, a entrega da Conta Azul Mais. Com a empresa, vieram profissionais incríveis, que ajudaram bastante no desenvolvimento dessa plataforma.

Muitas reuniões para decidir o melhor caminho / #PraCegoVer: Pessoas sentadas no chão, em roda, em frente a TV na qual se lê: “Ordem de execução de eventos para a integração com a Wabbi”

Após contribuir para essa integração com a Wabbi, fui realocado em outro time. Nesta nova tribo, tínhamos a missão de preparar o terreno para garantir a comunicação entre as áreas financeira e contábil durante a fusão com a Wabbi. Ter essa visão de dois times me ajudou bastante, evitei muito retrabalho.

Setembro foi o mês mais difícil e mais mágico do ano, pois precisávamos terminar tudo para lançar a primeira versão da Conta Azul Mais. Foram muitas horas e testes para garantir que tínhamos algo sólido.

Nunca tantos times conversaram na história da Conta Azul. E isso gerou uma troca gigantesca de conhecimento. Levantamos dores da Engenharia e criamos um movimento muito legal, para sanar essas dificuldades.

O resultado disso tudo foi a Conta Azul [CON], maior conferência de contabilidade e tecnologia da América Latina, na qual lançamos a nova plataforma.

No dia do lançamento, enquanto o Mateus, gestor de produto, mostrava as funcionalidades da plataforma, as pessoas cochichavam entre si: mãos nas bocas, trocas de olhares. Rolou até um “graças a Deus!” de um contador (risos).

Foi incrível ver como nosso produto está mudando a vida dos contadores, e enxergar brilho nos olhos de quem, hoje, consegue fazer 10 vezes mais (em menos tempo) graças a Conta Azul Mais.

Parte do time responsável pelo desenvolvimento da Conta Azul Mais, durante a CON / #PraCegoVer: Colaboradores da Conta Azul, com camisetas azuis, abraçados em frente a um telão

E foi, também, uma emoção sem precedentes para mim. Naquele momento, entendi que estava ajudando a construir não só mais um produto para esses contadores, mas um divisor de águas na carreira dessas pessoas, possibilitando qualidade de vida a elas.

O resto do ano continuou sendo de muito aprendizado e trabalho. Em conjunto com parceiros, aprimoramos o que já vínhamos fazendo até a CON. Mas com a certeza de que estamos no caminho certo a cada funcionalidade nova, a cada dica de um contador parceiro, a cada nova contabilidade automática feita pela nossa plataforma.

E 2019 chegou! Voltei pra minha antiga equipe para ajudar refinar e a entregar a melhor experiência contábil que o mercado já viu. E digo, orgulhoso, que estamos conseguindo isso, porque aqui na Conta Azul o nível é mundial.

Gostou? Não esquece de 👏!

Paulo Salum

Written by

Engenheiro de software na Conta Azul

Blog de Cultura Conta Azul

Somos uma empresa inovadora que cresce rapidamente. A nossa missão é fazer com que as pequenas empresas alcancem o sucesso. Usamos este espaço para compartilhar um pouco da nossa cultura e os nossos aprendizados! Saiba mais: http://contaazul.com/carreiras

Top on Medium

Top on Medium

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade