O som do sucesso: candidatos disputam etapa da originalidade

Confira os resultados.

Na primeira semana do TOP 10, os candidatos foram desafiados a apresentar músicas que trouxessem suas musicalidades, dando toques originais para cada cover. Essa sempre é uma das etapas mais esperadas, uma vez que espera-se mudanças radicais nos arranjos, composições próprias e muitas surpresas. Vamos ver o que eles prepararam pra gente?

DiPaulo Barroso — Bici Kitsche

Alan Cruz: DiPaulo, gostei muito de como soou sua voz nessa música. Eu nunca imaginei alguém que faria uma bicicleta/bike como tema central de uma canção hahaha. Isso me lembra um pouco a música Farinha, de Djavan. Eu achei os backing-vocals um pouco exagerados e por vezes alto demais, atrapalhando a voz principal.

Cintia Santos: Na semana da originalidade você me vem com uma autoral. Curti, a canção é boa, bem executada, a letra despretensiosa e agradável.

Felipe Oliveira: Não gostei do estilo e também da letra. Está com o vocal afinado, gosto disso em você.

Lucas Panek: Eu tô muito feliz com a sua apresentação. Você destruiu, viado. Que autoral do KR**. Parabéns, Paulinho.

Marlon Fonseca — Try

Alan Cruz: SOCORRO QUE EU BERREI QUANDO VI QUE ERA ESSA MÚSICA. Demorei uns 5s pra perceber que era ela, isso é bom rs. Nunca vou superar Sasha Allen perdendo com essa canção. Eu nunca achei que vc escolheria essa mas gostei da levada acústica que vc escolheu, ficou de certa forma contida com os momentos específicos para uma explosão. Acho que o forte dela é a mensagem é você consegue passar isso com bastante emoção.

Cíntia Santos: Bem executada, porém senti a interpretação um pouco presa na vibe da Pink, acho que faltou um elemento surpresa.

Felipe Oliveira: Amo essa música e acho que sua escolha foi muito digna. Foi muito afinado, mas você poderia ter se soltado.

Lucas Panek: Vocal sensacional? Sim. Mas eu ainda acho que você precisa compensar mais na emoção que você transmite. O que cada palavra quer dizer pra você? Essa música é de dor. Sobre o tema da semana, acredito que você não se deu bem. Não trouxe elementos novos pra música e esse sempre foi o meu maior medo em você. Você canta bem? Sim. Mas quem é você como um artista ou cantor?

Rodrigo Cardoso — S&M

Alan Cruz: A resposta para a pergunta Existe versão acústica de S&M é SIM. Achei que ficou interessante uma versão totalmente diferente e que ela ficou exatamente do seu jeito. Maaaaaaas, faltou uma certa sensualidade e marotismo que a canção pede. É quase como se a excitação e tesão desse lugar ao romântico e até melancólico mo o ato sexual.

Cintia Santos: Acho que essa prova foi mole pra você né, sempre traz coisas super originais e muito bem executadas, dessa vez não foi diferente. Curti.

Felipe Oliveira: Nossa. A forma que você escolheu para adaptar essa música foi fantástica. Gostei de tudo, principalmente o sussurrar de algumas palavras. Arrepiou muito.

Lucas Panek: Eu amo essa música. Eu fiquei muito dividido, ao mesmo tempo que eu entendo que esse é o seu jeito de cantar, penso que a escolha foi completamente errada. Ela é uma música que vende erotismo, sexo, sensualidade. Faltou tudo isso. Acho que você caiu bem na armadilha que a Cíntia comentou no grupo, de não pensar na letra e fazer uma versão lenta.

Bill Singer — Sarará This Way

Alan Cruz: Bill, um mashup muito interessante. Você que montou os instrumentais? Gostei muito da primeira parte. Na segunda, senti que você estava cansado. Talvez o tom pudesse ser ajustado, não sei. Uma coisa que me incomodou foi que você cantou em português de um jeito meio americanizado. E essa música é muito brasileira. Toma cuidado com isso.

Cintia Santos: Gostei que mesmo em uma versão mais rápida você conseguiu dar seu recado na música, a música da Gaga tem um andamento bem difícil e senti uns pequenos atropelos.

Felipe Oliveira: Adorei. Eu lembro que eu cantava essa música no karaokê com minha família, boas recordações. Enfim, gostei muito, a carisma que você imprime na música ajuda muito também, essa sem dúvida foi uma das apresentações em que você mais se destaca. Parabéns.

Lucas Panek: Olha, eu acho a sua voz magnífica. Com a sua audição, eu não imaginei você com tanto brilho na competição. Tô adorando. Sobre essa apresentação específica, eu achei um pouco confusa. O próprio mashup levou muito tempo para acontecer e eu não vi uma transição saudável, foi muito brusca.

Eric Leuthier — Garçom

Alan Cruz: Que dia de mashups, amigas. Eric, a primeira parte da música está INCRÍVEL. Gostei da levada. A letra conta algo triste com uma reação bem triste e numa versão mais acústica parece que a gente sente mais isso. Foi algo introspectivo quando precisava, foi na medida. Quando entrou garçom, eu não entendi muito a transição, achei que ficou um pouco perdido.

Cintia Santos: Afs, quase peguei meu chifre e fui arar a terra, nunca ouvi tanta córnice junta na vida kkkk. Gostei da junção, acho que na transição das músicas senti algo me incomodando na métrica.

Felipe Oliveira: Não curti, você não conseguiu sentir o estilo sertanejo. A escolha da música poderia ser diferente, espero mais na próxima fase.

Lucas Panek: Ai, Eric. Achei que você foi bem na primeira parte, mas você semitonou muito. Eu ouvi sua voz falhando pra alcançar as notas em vários momentos. E você sabe que “Garçom” é a minha música favorita, né? Acho que não deu boa esta semana.

Laysla Madruga — Faded

Alan Cruz: Vi Alan e achei que era um cover meu. HAHAHHAHA Você aproveitou 100% o tema da semana. Teu cover está incrível e tô ouvindo ele várias vezes. Sua Voz está brilhando, está mágico. Tem umas notas mais agudas que me fizeram fechar os olhos e curtir. Não tenho mais o que dizer.

Cintia Santos: Você sabe bem como usar sua voz. Curti.

Felipe Oliveira: Curti muito, o instrumental ao fundo se fundiu com sua voz. Você poderia ter arriscado um pouco mais nas notas agudas e tenho certeza que conseguiria êxito. Que arraso.

Lucas Panek: Guria, você destruiu com todas as forças. Eu acho que esta é a melhor apresentação sua que eu já ouvi. Parabéns!

Tomas Santarém — How to Save a Live

Alan Cruz: MENINO, QUANDO VC RESPIRA? HAHAHA
Eu gostei muito do seu cover dessa semana. Tem a sua cara e você soube bem usar o que você tem. Senti que a música não te deixa respirar muito, mas não te ouvi ofegante, e isso foi incrível. Só algumas notas me parecerem espremidas demais, tenta não trazer tanto o canto para a garganta que assim você ganha força nisso, ok?

Cintia Santos: Embora não tenha me surpreendido, essa tua voz é muito maravilhosa minha nossa. Curti muito.

Felipe Oliveira: Meu bem, eu não preciso falar nada pra você, desde a batalha nós conversamos bastante e te falei o que vejo em você. Tem talento, carisma. Você arrasa e me arrepia quando canta.

Lucas Panek: Concordo com a Cíntia e discordo do Alan. Não me surpreendi muito com a escolha e confesso que esperava mais. E achei que você teve, sim, problemas de respiração com a música. Sobre o comentário do Felipe, só volto a afirmar que ele é bem PUTA.

Marli Mena — It’s a heartache

Alan Cruz: MOLIER, eu nunca imaginei que seria essa canção. Pensei que Vieira vim algo bem brasileiro. HAHAHA. Eu nunca tinha reparado no seu vibrato. Ele ficou bem evidente nessa canção. Só toma cuidado pasta ele não ficar muito cansativo no todo. Foi um bom cover, mas to sentindo falta da Marli das audições, que fez todo mundo pular.

Cintia Santos: Teu áudio foi um dos mais contagiantes e surpreendentes dessa fase, gostei da entrega.

Felipe Oliveira: Foi bem, mas eu esperava uma música com mais impacto para esse final de competição, não me impressionou desta vez, pois sei que você pode mais que isso Marli.

Lucas Panek: Nós já conversamos sobre isso, mas acho que a qualidade do áudio definitivamente faz muita diferença nessa altura. Mas fiquei bem feliz com a interpretação que você trouxe.

Gui Lisboa — Seven Nation Army

Alan Cruz: GUILHERME. Eu amo essa regravação porque ela não tem absolutamente nada a ver com a original. Com o tema da semana, eu Já imaginava que você se destacaria já que tem essa pegada de refazer tudo, assim como Rodrigo. Parabéns.

Cintia Santos: Terminou e eu fiquei com gostinho de quero mais, fui até conferir se tinha acabado mesmo ou era meu pc. Gostei.

Felipe Oliveira: Uma ótima apresentação. Foi sabe se destacar com qualquer escolha de música que faça. Continue, pois esse é seu talento e tudo nessa vida nós podemos aprimorar, então vá em frente e ganhe o mundo.

Lucas Panek: Eu considero você uma pessoa muito inventiva, mas tem que tomar cuidado pra ficar na medida certa. Eu também senti que a música terminou de forma bem brusca.

Notas e resultados:

Com a desistência de Gabriel Renné, hoje nos despedimos de Marli Mena, uma das nossas poucas representantes femininas na competição. Obrigado pro tudo, Marli.

TOP 08 — BRASILIDADE

No nosso TOP 08, vamos celebrar a musicalidade desse Brasil maravilhoso. O desafio é cantar músicas brasileiras que falem ou sobre o nosso país, ou sobre a nossa história, sociedade, ou sobre a nossa música. Aí vai da interpretação de cada um e, se preciso for, o candidato pode mandar um textinho junto com a apresentação explicando a sua escolha.

Deadline para entrega: sexta-feira, 24/02.