POR QUE VOCÊ SE SABOTA?

[vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1" background_hover_color_opacity=”1" width=”1/1"][/vc_column][vc_row type=”in_container” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3"][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1" background_hover_color_opacity=”1" width=”1/1"][vc_column_text]

Por que Você se Sabota?| Veja como acabar com isso

Você é do tipo que vive se sabotando?

Tem algo para fazer e fica só enrolando?

Ou sempre causa algum conflito no seu relacionamento sem saber o por quê e depois você morre de culpa?

Continue lendo este artigo para saber mais sobre:

  • Tipos de Autossabotagem
  • Como sua mente funciona
  • Como resolver a autossabotagem

Parece interessante? Então compartilhe esse post para que mais pessoas possam transformar suas vidas:

bannerMeditaçãoAmorIncondicional

Se preferir, assista ao vídeo sobre “ Por que Você se Sabota?| Veja como acabar com isso”. Veja até o fim para saber porque isso ainda acontece com você:

Autossabotagem

A autossabotagem é um padrão que afeta muitas pessoas, e se você teve interesse nesse artigo, talvez você possa se encaixar em alguns tipos abaixo:

1. Enrolão ou enrolona:

Esse é o padrão daquela pessoa que já sabe o que precisa ser feito, e fica só enrolando. Geralmente, a palavra mais usada é o DEPOIS EU FAÇO.

Se distrai facilmente e no final do dia sente que as horas passaram rápido e mais uma vez não conseguiu sair do lugar.

2. Conflitante:

É o padrão aonde você, inconscientemente, sempre gera conflito para não ir além do que precisa. Muito comum em relacionamentos.

Quer um exemplo:

Você se desentende com o seu parceiro ou parceira, aí quando ele ou ela resolve conversar, você cai fora, faz climão, sempre gerando mais conflito ao invés de resolver.

3. O Ingrato

É aquele padrão que só foca no que não tem, na falta ou na escassez, e quando tem, se autossabota porque não se sente merecedor de receber e ai age com ingratidão.

Vamos ao exemplo:

Você reclama que não consegue uma Alma Gêmea, e quando alguém te convida para sair, você acha mil defeitos na pessoa e acaba se sabotando novamente.

Você não consegue ser grato pelas coisas que vem para você, porque seu padrão é sempre reclamar.

Todos os tipos sofrem do mesmo mal: CULPA

Você sente culpa por não conseguir colocar seus projetos em ação, por não conseguir concluí-los por estar sempre gerando conflito para não sair do lugar por achar que nada vem pra você, no entanto vem, só você nao consegue enxergar.

E é assim mesmo!

O que você não sabe é que a culpa não é sua. Você tem um mecanismo chamado MENTE. E para você parar de se autossabotar, é preciso entender como sua mente funciona.

Vou ser breve:

Podemos dividir sua mente em 2 partes:

1. a parte consciente — 5%

2. e a parte subconsciente — 95%

Auto sabotagem

É como se fosse um iceberg. O que fica para fora é a mente consciente, e a maior parte, que é a submersa é o seu subconsciente.

A mente precisa de informação, e todas as informações ficam no subconsciente.

Ele não sabe o que é certo e errado, só as processa.

Ao contrário da mente consciente, que sabe diferenciar o certo e o errado de acordo com os seus valores.

Ela é responsável pela tomada de decisões.

Ok e de quem é a culpa!??

Das suas crenças limitantes. Que são as informações, que geram padrão limitador e que estão a nível subconsciente.

Na maioria das vezes, a sua parte consciente não sabe o que tem lá escondidinho.

E como resolver?

A grande sacada para você acabar com o seu padrão de autossabatogem, é trazer a tona as crenças limitantes para sua mente consciente e aí poder trabalhar.

Você pode passar uma vida inteira vivendo um padrão limitador enquanto não identificar.

E como fazemos isso?

Investigando o porquê está crença limitante existe.

Como e quando ela começou.

Sabia que ela não é tão ruim assim?!

Ela te serve, ou melhor, te serviu no passado para alguma coisa.

E agora você precisa saber porque ela ainda está te servindo, o que você ganha com isso.

Ela pode estar associada a algum benefício.

Como assim?

Você pode ter uma crença limitante do tipo: OS HOMENS NÃO PRESTAM.

Talvez no passado ela tenha te servido para alguma coisa, para te proteger.

Você pode ter herdado quando pequena, sua mãe, avó poderiam ter passado a você enquanto criança, e sua mente absorveu.

Agora você é adulta. Será que ela ainda te serve?

Entende agora como as crenças limitantes ainda podem nos servir?

DICA PARA VOCÊ REMOVER O PADRÃO SABOTADOR?

auto-sabotagem

1. Como seria sua vida sem esse padrão.

Exemplo: você deseja muito encontrar a sua alma gêmea mais compatível.

Como seria a vida com ela, o que seus amigos e familia vão dizer?

Essas são perguntas que podem ter crenças por trás, talvez você se sabota porque sua mãe ainda acredita que os HOMENS NÃO PRESTAM e você vai ficar triste se encontrar o seu parceiro e decepcionar sua mãe.

2. Para que essa crença te serve? O que você ganha com isso?

Com terapia quântica e thetahealing, podemos remover e substituir essas crenças, porém se você não tiver a consciência de para que ela estava te servindo, você pode adquiri-la novamente através de uma nova experiência.

Saber o que você ganhava com isso vai garantir que essa crença não se reinstale.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” id=”experimentar” overlay_strength=”0.3"][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1" background_hover_color_opacity=”1" width=”1/1"][vc_column_text]

CONCLUSÃO:

A autossabotagem é um padrão que afeta muitas pessoas e tem 3 tipos:

1. enrolão ou enrolona

2. conflitante

3. o ingrato

Para você parar de se autossabotar, é preciso entender como sua mente funciona:

1. a parte consciente — 5%

2. e a parte subconsciente — 95%

Suas crenças limitantes. São as informações, que geram padrão limitador e que estão a nível subconsciente.

Dica para você remover o padrão sabotador:

1. Como seria sua vida sem esse padrão.

2. Para que essa crença te serve? O que você ganha com isso?

Se você quiser acessar agora a onda Theta, e se conectar na frequência do Amor Incondicional, clique na imagem abaixo para fazer o download da Meditação Thetahealing® que eu preparei para você.

bannerMeditaçãoAmorIncondicional

E se você acha que o conteúdo acima pode ajudar outras pessoas, compartilhe esse artigo agora mesmo:

Gostou desse artigo?

Deixe seus comentários logo abaixo, vou adorar ouvir você!

Gratidão e muito Amor Incondicional…[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]


Originally published at Dani Ballester.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.