Como (não) vender pelo Facebook

O Facebook é ótimo para vendas. E péssimo para vendedores.

Ninguém gosta de vendedores

Você tem um negócio. Vende um bom produto, presta um bom serviço. Talvez você seja um artista, escreveu seu primeiro livro, ou tem uma banda com muito potencial. Não importa: você quer se promover. Vender. E o melhor lugar para quem quer vender e está começando é o Facebook.

Só tem um problema: normalmente as pessoas fazem tudo errado!

Hoje, todo mundo está no Facebook. Um bilhão de pessoas acessam o Facebook diariamente. Só no Brasil, são 60 milhões de acessos diários. E o brasileiro passa em média 650 horas por mês nas redes sociais. É 60% a mais do que o resto do planeta. Somos os campeões.

Certamente o seu cliente está no Facebook. A concorrência sabe disso. Mais de dois milhões de pequenas e médias empresas estão no Facebook. E aí que está a grande questão.

Com tanta gente querendo vender no Facebook, o público está insensível aos anúncios de vendas.

Somos expostos a milhares de anúncios por dia. Consumimos hoje, mais informação em um dia, do que nossos avós e bisavós em toda sua vida. Como resultado disso, nossa olhar simplesmente se adestrou. Ele não se importa com a propaganda. E no Facebook a coisa é ainda mais complicada.

Sabe aqueles Ads e posts patrocinados? Quantos você viu hoje? De quantos você lembra? Pois é.

Além de estarmos insensíveis aos anúncios e publicidade, quando usamos o Facebook nós queremos distração. Entretenimento. Discussões em “textões”, memes, vídeos de gatinhos e bebês, não importa! Quem está no Facebook quer tudo, menos propaganda.

As pessoas não querem que você venda algo para elas.

E a maioria das empresas se acham muito boas por terem uma página no Facebook, mal alimentada, torrando dinheiro nos anúncios. Dinheiro que não vai retornar.

“Espera, então porque dizem que o Facebook é bom para vendas? Que é o lugar ideal para fazer sua marca conhecida a um baixo custo? Se ninguém quer propaganda, se ninguém quer ofertas, como eu vou conseguir qualquer retorno no Facebook?”

Vamos responder essa pergunta com uma das empresas mais bem sucedidas no Facebook: Netflix

Não seria legal poder responder os clientes assim?

A Netflix com seus mais de 30 milhões de seguidores tem uma estratégia focada nas redes sociais. É, possivelmente, sua mina de ouro. E, diferente da grande maioria dos negócios que querem lucrar no Facebook, a Netflix praticamente nunca anuncia seus produtos. Ela raramente faz ofertas. Você não vai encontrar na página dela “assine agora nosso serviço”. Ela não vende no Facebook.

Qual o segredo?

A empresa descobriu que as pessoas estão no Facebook para se entreter. Passar o tempo. Conversar. Então ela simplesmente oferece isso. Entretenimento e conversa.

A Netflix posta piadas sobre suas séries. Gifs legais. Responde todos os comentários, como uma pessoa, não como uma empresa. Brinca com seus clientes. E fala dos seus serviços, mas nunca vende. Ela encanta o cliente de tal forma, que ele quer correr atrás.

Esse é o segredo, não é vender, é se relacionar!

A maioria das empresas que torra dinheiro com anúncios nem ao menos responde recados e comentários no Facebook. Além de diminuir o alcance de suas postagens, perde uma oportunidade de ouro de engajar o cliente. Ele está ali, querendo falar com você, e você deixa ele no vácuo. Por não se relacionar com os clientes, por não cultivar uma conversa, você perde um possível divulgador, alguém que vai te indicar para os amigos, falar bem de você. Você perde dinheiro sem perceber. Porque não soube cultivar um relacionamento.

Como eu falei aqui, o Facebook é semelhante a um grande mercado na praça onde está todo mundo gritando. Vendedores estão berrando os preços e o porquê de seus produtos serem os melhores. Mas acontece que a pessoa está passeando na praça. Está querendo ver os artistas de rua. Ela não quer ouvir a gritaria dos vendedores.

A melhor forma de aparecer é não gritar. Não ser mais um vendedor. É atrair com discurso, criatividade e relacionamento.

Vale muito mais a pena investir em um trabalho de social media inteligente, bem feito, com conteúdo pensado para ser atraente, pensando no seu público alvo, conhecendo e se relacionando com ele, do que só gastar dinheiro em anúncio.

Não seja só mais um na multidão do Facebook.