Empreender jovem: quais os 5 maiores desafios dessa jornada?

Quem nunca teve o sonho de ter o próprio negócio? Na geração Y esse pensamento é cada vez mais frequente, por isso vou compartilhar aqui as principais barreiras que devem ser superadas para trilhar esse caminho de uma maneira mais tranquila.

Sabemos que a jornada de um empreendedor rumo ao sucesso é sempre regada de desafios! São situações que envolvem muitas responsabilidades, decisões e conhecimentos que muitas vezes estão ligados diretamente à experiência, que é o primeiro fator:

#1 Experiência

Para ganhar “casca” e conseguir realizar suas obrigações diárias, um empresário precisa de experiência por isso jovens empreendedores tendem a encontrar dificuldades ao lidar com situações que só ocorrem na prática, lidar com pessoas que dependem de sua empresa como fonte de renda é um exemplo de situação que nem sempre é simples de se resolver. O dia a dia no trabalho deve ser aproveitado ao máximo e todos os dias uma lição deve ser absorvida para compensar essa inexperiência.

#2 Piscicológico

Em uma organização, principalmente em seu estágio inicial, existem situações de extrema pressão. Um jovem empreendedor que almeja sucesso deve ter a cabeça no lugar para que essas não gerem um desgaste extremo, prejudicando tanto sua vida profissional quanto pessoal. Situações em que a raiva e impaciência sobem a cabeça são comuns, cabe ao jovem ter a inteligência emocional apurada para que as emoções não venham a tona e prejudiquem sua credibilidade perante aos outros membros da empresa.

#3 Liderança

Saber gerenciar uma equipe e ter um perfil de liderança são características indispensáveis quando se fala em gerir o seu negócio, porém tratando-se de um empreendedor jovem há um desafio a mais nesse aspecto. Normalmente a relação com pessoas mais velhas que serão subordinadas a você é inevitável e a dificuldade para manter um time no caminho certo e lidar bem com as pessoas são proporcionais ao nível de maturidade do indivíduo. Por isso, é necessário que a curva de amadurecimento de um jovem gestor seja menor que de outras pessoas.

#4 Administração do tempo

Quando o assunto é ser o patrão, muitas vezes já vem na cabeça não ter horários definidos de trabalho e poder ter a rotina do seu jeito, não é mesmo? Esse com certeza é um bom benefício de ser dono de uma empresa, mas como dizia tio ben: “Com grandes poderes, vem grandes responsabilidades” Mesmo tendo o cargo de maior poder dentro da instituição, o dono, na maioria das vezes é o que mais trabalha tendo normalmente jornadas bem maiores do que 8h diárias, além disso, a presença física no momento em que os funcionários estão presentes é essencial para que eles se sintam motivados e trabalhando pela mesma causa dos donos. Tendo isso em vista, se o jovem não se regrar e administrar bem seu tempo a flexibilidade de horários pode ser a cova de seu empreendimento.

#5 Expectativa Familiar

Empreender cedo muitas vezes quer dizer dedicação total e não medir esforços para que aquilo dê certo. É muito comum no meio casos de jovens que largam a faculdade no meio ou sequer ingressam no ensino superior para tocar o seu próprio negócio.

É muito importante entender que nossos pais são de gerações diferentes da nossa e muitas vezes seus pensamentos são divergentes do nosso. É comum ouvir relatos de familiares falando: “Por que você não faz um concurso público? O salário é bom e tem estabilidade!” ou “Sem um curso superior você não vai a lugar algum!” Longe de desmerecer essas duas vertentes, e o empreendedor se bem organizado pode sim conciliar sua empresa com uma faculdade, por isso o diálogo expondo os pontos de maneira clara com seus familiares é a melhor maneira deles entenderem que esse é o caminho que você quer trilhar.

Algumas dicas para superar esses desafios:

  • Ter um sócio mais velho pode ser uma boa forma de compensar a sua inexperiência. Um mentor para te auxiliar em sua trajetória também é uma boa maneira de driblar esse problema.
  • O início de uma empreendimento sempre exige muito trabalho, mas o tempo livre é essencial para manter a saúde mental no lugar, não deixe de fazer coisas que pessoas da sua idade fazem!
  • Aprender nunca é demais, diante de uma dificuldade há várias maneiras de encontrar a solução e se capacitar cada dia mais. Saiba usar a internet e seus conteúdos!
  • Ler livros também é indispensável, recomendo nesse momento deixar os romances no final da fila e optar pela literatura empresarial. Como não conseguimos ler todos os livros que queremos, uma excelente maneira de extrair as principais ideias deles é através do 12 minutos! Uma plataforma que resume os livros e permite que você consuma o conteúdo de uma maneira sensacional!

Tendo esses desafios em mente é importante que mesmo com o desejo de empreender você avalie se realmente chegou a hora de fazê-lo e vai poder mergulhar de cabeça nisso, cada pessoa é única e tem seu tempo e seu jeito!

Vamos nos conectar no Linkedin! Cada conexão é uma oportunidade que se abre:

Linkedin de Daniel Martins