Sou músico desde os 12 anos, não quer dizer que eu faça bem, só que faço há muito tempo… amo muito a música e seu efeito em mim.

Comecei a aprender um instrumento por que tinha o sonho de tocar com uma galera lá da igreja, minha intenção era fazer parte da banda, love rock góspel…

Porém comecei pelo caminho errado, flauta doce, isso mesmo, aquelas de brinquedo… Porém a minha era cara e não era de plastico, minha mãe investiu uma verdadeira fortuna para me incentivar. Imaginem a minha decepção quando o pessoal da banda não gostou de uma flauta doce mal tocada em seus ensaios. Enfim, foi aí que comecei a ter aulas com o tecladista que me passou as bases de minha musicalidade.

Quando mudei de professor, fui desenvolvendo um pouco mais e agora sim, entrei em uma banda de rock and adoration… Tínhamos muitas horas de ensaio, musicas autorais, algumas delas eram minhas, e pouca ou nenhuma oportunidade de tocar pra valer, se não me engano a Resurrection, é esse mesmo o nome — só se apresentou duas vezes… Mas amamos o que faziamos e para um grupo de adolescentes, e um professor de música apaixonado, isso era sem dúvida a grande oportunidade de viver o sonho.

Já tentei abandonar a música algumas vezes, pelo menos dentro da igreja, me vejo atualmente em outros ministérios, mas volta e meia Deus me lembra que o meu tempo ali ainda é importante.

Hoje em dia toco eventualmente em minha igreja local… E em casa arranho no violão. Mas não existe um dia sequer que não sinta a música e louve ao meu Deus.