Brasil - país que mais mata transexuais no mundo é também um dos que mais busca por pornô trans

Jarbas/DP/D.A Press

Oi meninas tutupon? Saiu o relatório de estatísticas anual do pornhub (sim, aquele site pornô) e como sou viciado em ler relatórios e procurar por dados, fui logo lá dar uma checada. O Brasil, país que mais mata transexuais e travestis do mundo, segundo o relatório do Transrespect — uma ong que monitora as mortes de transsexuais pelo globo —, é também um dos que mais aumentou a busca pela categoria “transgender” no pornhub. Que coisa.

De início eu fiquei um pouco chocado porque o relatório deles é bem completo. Tem dados de tráfego, termos mais procurados em todo o site,além de estatísticas divididas por países. Para as análises dos dados eles inclusive contam com uma sexóloga que explica alguns termos mais procurados e o possível motivo das pessoas estarem gostando tanto daquela categoria em determinados países. Interessante.

Como um ávido curioso sobre conteúdos pornográficos, eu fui logo procurar as estatísticas do meu querido Brasil, e aqui apresento à vocês:

O que mais me chamou atenção nas estatísticas do Brasil é que o termo “transgender” foi o mais procurado em 2017 com aumento de 84% de buscas em comparação com outros países. Quem diria que o país que mais mata transexuais e travestis do mundo também é um dos que mais busca por essa categoria no site pornô.

Aqui a gente pode ver como o número de mortes trans segue sendo absurdo no Brasil.

Gráfico de mortes anuais de travestis e transexuais a partir de dados do Transrespect.

Como esses dados estão ligados? A transfobia pode estar diretamente relacionada com a sexualização dos corpos trans.

A pesquisa no Pornhub sobre pornografia com pessoas transexuais cresceu no país que mais mata trans, travesti, gays e lésbicas. Um Brasil que está se tornando cada vez mais conservador e se enchendo de congressistas com a pauta religiosa como norte de seus mandatos.

É preciso estar atentx.