100%. E agora?

Imagem: Adonias Pimenta Jr

Conseguimos! Depois de um pouco mais de um mês de trabalho árduo, a Operação Serenata de Amor teve 100% da meta financiada no Catarse, com quase mil pessoas contribuindo.

A gente sempre acreditou muito no projeto, mas confessamos que nem os mais otimistas esperavam alcançar a meta há 20 dias do fim do prazo. É um reconhecimento e tanto pela nossa iniciativa.

Ok, mas e agora?

Primeiro de tudo. Agora temos a certeza que o nosso projeto vai ser viabilizado. Com os R$ 61.280 arrecadados, conseguiremos pagar 8 profissionais para trabalharem por dois meses na Operação Serenata de Amor, sendo 4 deles em tempo integral.

Mais descobertas virão, com mais denúncias e em breve teremos um sistema que detecta gastos ilegais sozinho. O tão falado “robô capaz de combater a corrupção” vai começar a funcionar.

Porém, se você acompanhar nossa página no Catarse, vai ver que nosso financiamento faz parte da categoria “Tudo ou Nada”, isto é, caso não conseguíssemos o total, não receberíamos nenhum centavo do valor arrecadado. Por isso, 100% desse valor, na verdade, é o mínimo que precisávamos para obter resultados significativos com a Operação Serenata de Amor.

Serão 2 meses de trabalho árduo, em tempo integral, para desenvolver o primeiro projeto open source de inteligência artifical para monitorar gastos públicos. Colocaremos em funcionamento uma iniciativa inédita que trará transparência e consciência política.

Com tudo desenvolvido de uma forma livre e apartidária, qualquer organização do mundo que usar tecnologia para auxiliar a fiscalização das contas públicas, terá a Operação Serenata de Amor como um modelo de trabalho no futuro.

Conseguimos. Estamos bem felizes. E vale lembrar que tudo o que foi arrecadado — até agora e daqui para o fim do prazo — será investido integralmente no projeto. O que passar desses 100% vai financiar mais trabalho. E só isso.

Se você é um dos apoiadores, obrigado. Se você é um dos voluntários, obrigado. E se você ainda não contribuiu, e quer contribuir, ainda dá tempo. Você estará investindo em um futuro de mais transparência para o Brasil.

Sabemos que o que fizemos até agora foi pouco perto de onde podemos chegar com a dedicação integral à nossa Serenata. Por isso, fica o convite: acompanhe o nosso trabalho. Ele está apenas começando.