Como está acontecendo a hackaton de denúncias da Operação Serenata de Amor?

Se você nos acompanha nas redes sociais sabe que essa semana a Operação Serenata de Amor está realizando uma hackaton de denúncias — um mutirão para dar vazão aos mais de 3.000 reembolsos suspeitos apontados pela Rosie, nossa inteligência artificial que analisa gastos da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP).

Nas semanas anteriores a essa, trabalhamos em construir algumas ferramentas para nos auxiliar na auditoria dos reembolsos dos deputados. Queremos compartilhar com vocês o estado atual do processo de denúncia de uma suspeita de ilegalidade.

Nosso ponto de partida é uma lista de casos suspeitos, gerada pelo aprendizado feito pela Rosie. Um painel simples nos mostra os 20 reembolsos com a maior chance de serem ilegais. Esses casos ainda precisam de uma auditoria humana. Não queremos lotar a caixa da Câmara dos Deputados com denúncias ruins.

Todo o nosso trabalho o desenvolvimento de tecnologia culmina na alimentação desse painel. Entre os reembolsos suspeitos, conseguimos identificar diferentes tipos de caso. Desde saber quando um deputado teve gastos em diferentes estados do Brasil em um período de tempo muito curto (imagine um gasto em São Paulo, outro no Rio de Janeiro, então um terceiro no Acre seguido de um quarto no Rio Grande do Sul — tudo no mesmo dia), até quando um gasto com uma refeição não parece coerente para aquele estabelecimento — R$ 200 reais onde uma refeição para uma pessoa custa R$ 40, por exemplo.

É nesse painel que nosso trabalho de auditoria começa, já que a Rosie, apesar de ser mais eficiente que um grupo de humanos, não é perfeita. Ela processa 1 milhão e meio de reembolsos, filtra os suspeitos (atualmente são 3 mil) e nós, com um trabalho de auditoria, separamos quais temos base o suficiente para denunciar.

Escolhendo um caso, automaticamente os detalhes daquele reembolso específico são abertos dentro do Jarbas, interface que criamos. Dados como qual o deputado, de que estado, quanto ele gastou e porque o gasto é suspeito estão disponíveis. Conseguimos também ver detalhes da empresa que emitiu a nota e uma foto dela retirada direto do Google Street View. Ainda dentro do Jarbas, também conseguimos ver a foto da nota referente ao reembolso (quando há registro pela Câmara).

Com esses dados que fazemos nosso trabalho de auditoria. Dependendo do caso, podemos tomar diferentes caminhos.

No exemplo da refeição super faturada, podemos procurar pelo cardápio do restaurante na internet ou pela média de valor.

Também precisamos ficar atentos para se aquela nota não possui mais de uma refeição (o uso da CEAP, segundo a lei, é exclusivo do parlamentar).

Ainda em nosso exemplo, com a prova do valor não condizente com a refeição para uma pessoa no restaurante ou com mais de uma refeição identificada, podemos seguir para a denúncia na Câmara.

Para facilitar o processo de contatar a Câmara referente ao caso, criamos uma extensão para o Google Chrome que agiliza a denúncia.

Ao clicar nela, automaticamente abrimos o site da Câmara com as informações oficiais sobre o gasto para confirmarmos (novamente, queremos ter certeza de boas denúncias). A extensão também abre o formulário de contato do site da Câmara já com a mensagem de denúncia preenchida, junto com os links referentes ao caso e as notas fiscais.

Para sermos ainda mais rápidos, temos algumas opções de mensagens padrões para casos recorrentes. É só selecionar o caso específico e completar com as informações pertinentes.

Com a denúncia feita, o caso automaticamente sai da lista de suspeitas do nosso painel e um novo é carregado. O processo inteiro de denúncia de um caso como esse toma em torno de 5 a 10 minutos.

Dessa maneira a equipe da Serenata e voluntários de todo o Brasil estão fazendo uma pilha de denúncias de casos suspeitos encontrados pela Rosie.

Esse é nosso progresso atual:

Segunda-feira:
- 118 casos auditados
- 74 denúncias
- Aproximadamente R$ 28.693,66 questionados
- 53 deputados denunciados
Terça-feira:
- 110 casos auditados
- 90 denúncias
- 123 reembolsos denunciados
- Aproximadamente R$ 14.958,98 questionados
- 80 deputados denunciados
Quarta-feira:
- 135 casos auditados
- 105 denúncias
- 138 reembolsos denunciados
- Aproximadamente R$ 16.742,69 questionados
- 81 deputados denunciados

É sempre bom lembrar que esses casos são suspeitas, não certezas. Não cabe a nós julgar a legalidade de um reembolso. É o trabalho da Câmara dos Deputados confirmar com o próprio deputado e nos trazer explicações sobre o questionamento do reembolso.

Se você está se perguntando o motivo dos nomes censurados, concordamos em divulgar nomes dos denunciados apenas depois de termos a reposta oficial da Câmara.


Não sabia que esse mutirão estava acontecendo? Não deixa de nos seguir no Facebook para não perder nenhum outro evento como esse. Por lá também estamos divulgando estatísticas diárias das denúncias até agora. No Twitter, você pode acompanhar a #SerenataDeAmor.


Você pode fazer com que a Operação Serenata de Amor não chegue ao fim nos ajudando aqui.