Financiamento Coletivo: No fio da navalha

Você que lê não é único, existem outros leitores com conhecimentos diferentes, por isso eu assumo que todos os tópicos que irei trabalhar precisam de uma explicação.

Dezembro de 2010, quando meu colega escrevia a primeira versão do código-fonte do Catarse.me, relatava já estar sonhando com as letrinhas coloridas (e é interessante como isso é comum quando alguém programa com muita intensidade). Fazia isso porque havia urgência interna e externa. Era importante para ele: Éramos sócios de uma empresa que sempre se preocupou com o desenvolvimento de autonomia dos seus indivíduos. 
Meu colega havia prometido a si, e para os outros fundadores do Catarse, em lançar o produto em apenas um mês. Com isso ele, como artista, poderia ver no Brasil uma alternativa ao financiamento da arte, sem a necessidade de um produtor, intermediário, ou homem-do-meio-do-processo que costuma possuir controle sobre o acesso ao financiamento e por fim o controle do processo artístico. Isto é ruim porque destrói a autonomia do artista e o força sempre a se adaptar para uma lógica de maximização de lucro.

Não é errado dizer que o financiamento coletivo se iniciou no Brasil pela indignação causada pela falta de autonomia para a produção artística.

No final, a independência para a produção de qualquer expressão pessoal não precisa ser mais alterada, amputada ou desfigurada em nome da adaptação para o maior público possível. Havendo uma multidão e ela se conectando com o produtor, pelas mídias sociais e também por apoio financeiro, é possível produzir com identidade própria e entregar diretamente para aqueles que te apoiam. 
Esse é o poder do financiamento coletivo. 
É por isso que escolhemos ele como uma das nossas ferramentas.

O que nós Seresteiros fizemos com o poder do financiamento coletivo?

Projeto: Operação Serenata de Amor

Meus sócios e eu queríamos criar uma inteligência artificial de análise de dados públicos. Para criar um foco, optamos pela Cota de Exercício de Atividade Parlamentar.

Ao invés de replicar informação aqui, é mais fácil apontar para o repositório de conhecimento: https://github.com/datasciencebr

Imagem do repositórios onde existe código da Operação Serenata de Amor

E embaixo do capô? Como funcionou isso?

Tomamos a decisão de realizar o projeto em junho de 2016. Pelo menos essa é a data mais antiga que consigo encontrar nos meus registros. 
De junho à setembro nós seguimos a cartilha de realização: 
Criar mensagem sucinta do projeto, apresentar para as pessoas e colher opiniões, adaptar, criar projeto em detalhes e se necessário uma prova de conceito, colocar projeto no ar, fazer a campanha durante o período de arrecadação, produzir o que foi prometido. Aprender com o erros, comemorar os bons resultados.

A promessa era: batendo a meta, trabalharemos por dois meses e entregamos o robô. 
O resultado: trabalhamos por três meses e produzimos muito mais software e resultados que esperávamos inicialmente.

O trabalho entre junho e novembro não é algo exposto. Mas é impossível fazer algo da natureza da Operação Serenata de Amor, com um time completo, com um objetivo inédito no mundo, sem uma preparação mínima.

Mais? Como funciona a Operação Serenata de Amor

Transparência financeira sobre os valores arrecadados

O valor arrecado na campanha é tratado como doação, por isso tem tratamento especial.

Como funciona o imposto para doação de dinheiro?
Sigo essa orientação: http://www.rs.gov.br/conteudo/231666/aliquotas-do-imposto-sobre-heranca-e-doacoes-mudam-na-virada-do-ano

Como foi gasto os R$80424,00 arrecadados?

  • Taxa Catarse (13%) R$10.455,12 resta $69.968,88
  • Impostos pessoa física / doação 4.00% R$2.798,76 resta R$67.170,12
  • Produção de recompensas, fretes, etcR $16.088,91 resta R$ 51.081,21
  • Salários do time, 3 meses, R$48.750,00 restaR $2.331,21

Houve entradas pelo Paypal (desativado) e Bitcoins. 
O total arrecado foi de R$2.465,00

Subtotal: R$4.796,21

Especiais:

  • Moleton para incentivar campanha R$161,10
  • Facebook ads R$226,14
  • Servidores antes do apoio da Digital Ocean R$132,59
  • Evento gratuito de encerramento em Porto Alegre R$250,00
  • Viagem a Brasília para conhecer e criar parceria com CGU R$1.376,00

Saldo final R$2.650,38
Aguardo o final da entrega das recompensas para passar a régua final e dar o projeto como concluído.

Faz sentido continuar esse trabalho? 
Sim. 
Podemos aprofundar na Cota para Exercício para Atividade Parlamentar, expandir para o Senado, Câmaras Municipais, análises de texto para o judiciário, contratos, licitações. Praticamente interminável a lista de expansão.

Porém

O poder e a promessa do financiamento coletivo faz com que a cabeça fique nas nuvens, o que faz a gente voltar para a terra não são apenas os pés no chão, mas o peso no coração de estar sob julgamento constante. Ao criar, ao se expor, ao fazer, colocam-se todos os membros do time sob julgamento — e a internet não é famosa por perdoar ou ser gentil. 
Pedir não é um ato fácil e é costume ser pesado diante das críticas (clique em subtitles e escolha português). E no entanto, é a única estratégia que possuímos para não parar de produzir da forma que estamos produzindo.

Não se engane, existe muito amor, carinho e apoio na comunidade da Operação Serenata de Amor. No chat do time nós compartilhamos os elogios recebidos e todos são sempre bem-vindos (deixei uma dica aqui? :) ).
Muitas pessoas se oferecem a ajudar, e poucas coisas são tão gratificantes como literalmente mil obrigados, votos de confiança, palavras de apoio. 
O suporte emocional que a multidão da Serenata dá os seus seresteiros é ímpar.

Uma nova campanha, recorrente

Realizar uma outra campanha nos moldes ‘tudo ou nada’, por tempo determinado, é extremamente exigente. E como dito acima, tomou 6 meses antes de darmos início aos trabalhos. E é por isso optamos pelo financiamento coletivo recorrente do Apoia.se nesse momento.

O que nos levou a isso foi

  • Um time de 8 pessoas que possui grande sinergia e experiência;
  • Diversos elogios (nunca são demais);
  • Pessoas solicitando canal para doação, literalmente fazendo um voto com seu dinheiro para que esse trabalho continue;
  • Entendimento crescente sobre auditoria digital, ecossistema político cidadão e novas parcerias que podem exponenciar nossos resultados;
  • Dispensar o trabalho recorrente de criação de campanhas, permitindo foco nos resultados.

http://apoia.se/serenata/

Você pode fazer com que a Operação Serenata de Amor não chegue ao fim nos ajudando aqui. E continue seguindo a gente!