O dia que a Câmara dos Deputados nos agradeceu por existir

Muitos reclamam da ineficiência do governo. Meses atrás, um grupo de pessoas se reuniu com um objetivo em comum: dedicar todo o seu conhecimento para fazer melhorias.

A Operação Serenata de Amor hoje reúne milhares de pessoas espalhadas pelo mundo, contribuindo das mais diferentes formas. Não tenho dúvidas em afirmar que esse e-mail que chegou ontem à nós é uma confirmação do sucesso da Serenata:

Prezados,
 
Foi com surpresa, seguida de grande satisfação, que descobrimos o artigo intitulado “O sistema de R$ 1,78 milhão da Câmara dos Deputados”. O texto apresentou uma investigação consistente, questionamentos válidos e importantes, de tal maneira que nos sentimos compelidos a apresentar reconhecimento e colaboração.
 
Pedimos desculpas pela quebra temporária do sistema “Rosie” usado pela Operação Serenata de Amor, mas contamos com a compreensão de vocês, pois problemas podem ocorrer quando um novo sistema é implantado e isso é parte de um processo contínuo de aperfeiçoamento.
 
Não obstante, temos um serviço mais apropriado e conveniente para “usuários robôs” como a “Rosie”. Desde 2006, a Câmara oferece conjuntos de dados abertos (http://www2.camara.leg.br/transparencia/dados-abertos). O serviço está em revisão e publicamos uma versão beta, ainda parcialmente operacional, no endereço http://dadosabertos.camara.leg.br.
 
Esta nova versão adota tecnologias mais modernas (como arquitetura REST, padronização da API, dos parâmetros de busca e filtragem e dos valores retornados, entrega de dados e metadados em XML, JSON e CSV, entre outras) e também está pensada e preparada para ser facilmente estendida e entregar mais conjuntos de informações — por exemplo, as despesas parlamentares reembolsadas pela Câmara.
 
A existência da Operação Serenata de Amor — para muitos de nós descoberta apenas agora — é uma grata confirmação da importância social do nosso serviço de Dados Abertos e da necessidade de atualizá-lo e aperfeiçoá-lo. Esperamos contar com a ajuda de vocês no aprimoramento do serviço. 
 
Estamos à disposição por meio do e-mail dadosabertos.cenin@camara.leg.br para receber sugestões e questões técnicas relacionadas aos dados abertos que possam auxiliar iniciativas de transparência e informação, como a Operação Serenata de Amor. Também podem nos visitar aqui. Para a Câmara, a vigilância e a participação populares são fundamentais para a proteção e a valorização da Casa como instituição da democracia.
 
Atenciosamente,
Equipe de Dados Abertos
Centro de Informática
Câmara dos Deputados

Artigos citados


Você pode fazer com que a Operação Serenata de Amor não chegue ao fim nos ajudando aqui.