​Septuaginta e a literatura judaica da diáspora

A tensão entre o ser ou não ser helênico

Atual biblioteca de Alexandria

A partir da metade do século II a.C., o judaísmo alexandrino se caracterizará por uma intensa produção literária, o que interessará também à Bíblia. É neste período que, exatamente em Alexandria, judaísmo e helenismo iniciam um diálogo bastante fecundo.¹

A literatura do judaísmo da diáspora conta com dois nomes bastante importantes que não podem ser esquecidos: Fílon e Flávio Josefo, ambos, de um modo ou de outro, importantes não apenas para a história de Israel, mas também — Fílon de modo muito particular — para a história do cristianismo.¹

Conclusão

Índice das aulas

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store