Scoring de Investimento de Impacto: Um bom investimento transforma a história de um negócio

Wylinka
Wylinka
Mar 23 · 5 min read

Trazemos mais um texto da nossa séria focada em negócios de impacto! Hoje convidamos os nossos parceiros da Pipe.Social para trazer aprendizados sobre o projeto mais recente que lançaram, que buscou entender como os investidores de impacto avaliam os negócios e o que eles vêm buscando em empreendedores e soluções.

Desde 2016 a Pipe.Social tenta facilitar o encontro de investidores, apoiadores, entusiastas e empreendedores dentro do mercado brasileiro de impacto — negócios de impacto geram resultado financeiro assim como resultado positivo socioambiental. Nas mais de 200 entrevistas em profundidade que realizamos com quem está criando negócios de impacto por aqui, conhecemos dezenas de histórias que confirmam que essa regra — a de que um bom investimento transforma a história de um negócio — vale também, e muito, para os negócios de impacto social e ambiental.

No entanto, já no primeiro Mapa de Negócios de Impacto de 2017, e com mais clareza na mais recente edição, de 2019, encontramos um paradoxo. De um lado, negócios que acreditam que podem crescer e se multiplicar com investimento externo, mas com dificuldades para encontrar investidores. De outro, investidores dispostos a se arriscar, mas sentindo falta de oportunidades de investimento dentro das suas expectativas.

Da combinação do valor criado pelo bom investimento com o desafio que os dados que levantamos do setor nos apresentou, nasceu o projeto que veio a se tornar o Scoring de Investimentos de Impacto.

A proposta era simples, mas trabalhosa: conversar com quem já investe, com quem já conseguiu receber investimento e com quem de alguma forma está preparado, mas ainda não conseguiu fazer a primeira captação. Mesclando metodologias de pesquisa robustas, o cruzamento destas informações nos mostraria o que de fato importa na hora de se investir em negócios de impacto no país e, assim, apontar caminhos para os líderes de negócios em busca do primeiro investimento prepararem a si e a seus negócios.

O Scoring de Investimentos de Impacto cumpriu com este propósito e nos permitiu ir além. Ao todo, realizamos 51 entrevistas com os três grupos, com entrevistas divididas em duas grandes etapas: campo e piloto. O resultado completo deste estudo (Scoring dos Investimentos de Impacto) traz aprendizados importantes sobre o processo dos investidores de impacto, os desafios que surgem dos dois lados do balcão ao se negociar um investimento e um olhar sobre a rica diversidade de abordagens ao se investir em impacto no Brasil.

Para começar, precisamos melhorar a comunicação e alinhar expectativas entre empreendedores e investidores. Para ambos os lados, além do dinheiro, os papéis e funções de cada um nesse relacionamento (sim, uma sociedade é um casamento) precisam estar claros. Os empreendedores têm dificuldade de entender o papel, o linguajar financeiro e as reais expectativas dos investidores. Por outro lado, os investidores se surpreendem com demandas de uma participação no dia a dia do negócio maior do que a esperada e também com a realidade do mercado de impacto brasileiro, com vários negócios buscando apoio ainda em fases iniciais de suas jornadas.

A tabela abaixo traz todas as características consideradas relevantes por investidores de impacto no Brasil. Indicadores com peso 3 tendem a ter maior importância em todo o processo de investimento. Aqueles com peso 1 tendem a ser aprimorados durante o processo pré-investimento ou após o aporte de recursos.

Entre as métricas avaliadas por investidores do setor, fica claro no estudo que a métrica de impacto é um grande desejo, mas sua implementação é negociável dentro do processo de investimento. Os investidores de impacto estão mais do que dispostos a enfrentar conjuntamente com os empreendedores o desafio de chegar a bons indicadores de impacto. Por outro lado, não topam negociar quando o assunto é ter a casa arrumada e sob controle no que tange a finanças e gestão. Os empreendedores devem se apropriar dos termos e jargões dos investidores para que entendam a demanda por números que precisam ser conhecidos e acompanhados dentro dos negócios em crescimento. Os líderes que apresentaram maior facilidade em tratar desses temas se destacaram na hora de captar investimentos, mesmo nos casos em que seus negócios estavam em estágios pré-operacionais. Da mesma forma, a gestão do negócio e a tomada de decisões precisa ser pautada em processos estratégicos que dêem aos investidores segurança e oportunidades de atuarem com seus próprios conhecimentos técnicos.

Outro aprendizado relevante, dentre vários que apresentamos no relatório, diz respeito à relação dos empreendedores de impacto com o setor de atuação de seus negócios. Dentre os que tiveram sucesso na captação de recursos profissionais havia tanto pessoas que, de alguma forma, se relacionam pessoalmente com o problema que buscam resolver, quanto aqueles que o conheceram somente por meios profissionais ou acadêmicos. No entanto, duas características se sobressaíram: fizeram algum tipo de pesquisa profunda sobre o setor, dominando o tema e disseram ter encontrado ali uma oportunidade de negócio, para além de um problema a ser resolvido.

Na nossa visão, o mercado dos investimentos de impacto está em expansão em todo o mundo, o que, em conjunto com o cenário de juros baixos, tende a atrair empreendedores e investidores nos próximos anos, especialmente no Brasil. Há recursos financeiros e existe um rico pipeline de soluções e tecnologias emergindo. E, para que essas relações seja frutíferas — cumpram a missão de unir impacto socioambiental e retorno financeiro — apostamos em melhorar a comunicação, alinhar expectativas e objetivos, assim como apoiar melhor os negócios nas expertises do mercado financeiro e de gestão dos negócios em crescimento.

Continue lendo sobre o tema:

E baixe nossos conteúdos:

Autores: Mariana Fonseca (CEO e cofundadora da Pipe.Social) e Pedro Hércules (Economista e especialista em investimentos na Pipe.Social)

DEEP Wylinka

A DEEP é uma plataforma de conhecimento criada pela Wylinka…

Wylinka

Written by

Wylinka

Somos uma organização sem fins lucrativos que tem como propósito mobilizar e desenvolver instituições e ecossistemas para a inovação e o empreendedorismo.

DEEP Wylinka

A DEEP é uma plataforma de conhecimento criada pela Wylinka com o objetivo de estimular o desenvolvimento de ecossistemas de empreendedorismo e inovação por meio de conteúdos relevantes.

More From Medium

More on Wylinka from DEEP Wylinka

More on Wylinka from DEEP Wylinka

More on Wylinka from DEEP Wylinka

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade