a cada passo

e a cada passo, o jogar de uma perna para frente e a outra que aguarda sua vez logo atrás.
nos lançamos por inteiro a fim de chegarmos, em lugar algum.
ligeiramente deixamos para trás aquilo que apenas foi necessário para travessia.
conscientes apenas das próprias ilusões e adormecidos do escasso presente.
não ouvimos os gritos de silêncio ecoados pela solidão alheia.
não sentimos os corações congelados que outrora pulsaram.
o gemido triunfal de uma vida fúnebre.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.