Estudantes desocupam a última escola em Goiás

Foto: Wesley Passos/Democratize

O JCA, Escola Estadual Professor José Carlos de Almeida, foi desocupado pelos estudantes nesta sexta-feira (25), depois de resistir por 107 dias de ocupação, sendo a última escola tomada pelos estudantes em Goiás.

A luta dos secundaristas em Goiás terminou seu primeiro capítulo na semana que passou.

Depois de 107 dias ocupada, estudantes da JCA deixaram a escola após ordem de reintegração de posse. Trata-se da última das mais de 20 escolas ocupadas no estado, contra as OSs e a militarização do ensino em Goiás.

Curiosamente, o JCA foi abandonado pelo Estado nos últimos anos. O prédio da escola, antes de ocupado pelos estudantes, não tinha qualquer funcionamento educacional. Situado na região central de Goiânia, a última bandeira dos ocupantes foi a reabertura do colégio.

Desde o mês de dezembro do ano passado, mais de 20 escolas foram ocupadas em Goiás.

Assim como no estado de São Paulo, a luta dos estudantes secundaristas foi histórica, passando por casos lamentáveis como a prisão de dezenas de ocupantes secundaristas no começo deste ano. A perseguição contra a mobilização estudantil é outra característica similar ao movimento em São Paulo, quando o Estado começou a tratar uma pauta tão delicada como a educação como questão de segurança pública, utilizando de métodos autoritários e repressivos contra estudantes adolescentes.

No começo deste mês, os secundaristas de Goiás conquistaram uma vitória parcial. O Ministério Público do estado pediu a suspensão do edital de chamamento de OSs na Educação. Segundo a ação, o processo é ilegal, prejudicando o ano letivo em escolas.

O Democratize esteve em Goiás neste mês de março para gravação do documentário ‘Ocupar e Resistir’, onde nossos colaboradores passaram por dias dentro da ocupação do JCA.

Em nota, agradecemos novamente pelo carinho e recepção calorosa por parte dos estudantes ocupantes, e prometemos mostrar ao Brasil através do documentário que a luta dos secundaristas em Goiás faz parte de um momento histórico.