Prospect and Refuge

ou por que existe varanda gourmet


Uma vez tava conversando com uma amiga que tinha uma loja de CD no segundo andar de um prédio comercial. Na época que existia loja de CD.

A gente falava sobre um conhecido que tinha aberto outra loja de CD no subsolo de uma galeria comercial. Ela disse que não ia dar certo, porque as pessoas sobem pra ir numa loja, mas elas não descem. Não sei porque isso ficou na minha cabeça.

Recentemente, tava lendo um livro do Gad Saad em que ele cita algumas pesquisas de psicologia feitas para provar um conceito chamado “Prospect and Refuge”, ou seja, um lugar para observar e se esconder.

É o que os arquitetos mais ~antenados~ (assim como existe a psicologia evolutiva, existe a arquitetura evolutiva) seguem para criar ambientes confortáveis e o desmembramento mais forte disso é a varanda.

Todo ambiente em que o ser humano pode observar o que está acontecendo e pode rapidamente se esconder caso veja algo que incite perigo é um ambiente naturalmente prazeroso, que faz o corpo liberar endorfina. Tá explicado o espaço gourmet.

Voltando ao comentário da minha amiga, ela estava certa, mesmo sem saber nada sobre esses conceitos. Uma loja no segundo andar com janelas é mais prazerosa do que uma loja de subsolo, onde o “observar e se esconder” não se aplica.

A loja dela ainda durou uns 10 anos. A do nosso conhecido fechou sem completar um ano.

PS.

O Eugene Tsui é um dos papas da Arquitetura Evolutiva: https://www.goodreads.com/book/show/1246253.Evolutionary_Architecture