[Especial] Tudo sobre Agile Marketing — Parte 2

Vamos dar continuidade na parte 2 da nossa série sobre Agile Marketing. Hoje falaremos sobre:

  • Como funciona na prática o Agile Marketing
  • Planning & Review
  • Resolvendo Incêndios

Vamos lá?

Como funciona na prática o Agile Marketing?

Assim como no SCRUM (metodologia ágil de desenvolvimento de software), as atividades do Agile Marketing estão divididas em sprints de execução. Os sprints são as unidades de tempo do Agile. Geralmente podem ir de 15 dias a um mês. Pessoalmente, acredito que quinze dias seja o período ideal.

Neste período, o time vai ter que entregar todos os itens que foram elencados para serem executados neste sprint. Para decidir o que vai ou não no sprint, utiliza-se o Backlog de atividades e um critério de priorização.

Este backlog contém absolutamente todas as atividades que o time foi descobrindo ao longo do tempo. Se tivermos uma idéia genial de campanha, colocamos no backlog. Se acreditamos que mudar a cor do botão da landing page pode melhorar a conversão, colocamos no backlog. Em pouco tempo ele se torna uma lista gigante de atividades.

Para priorizarmos as atividades do backlog, utilizamos algum tipo de critério. Geralmente ponderamos a facilidade de execução, o impacto nos resultados específicos, a urgência e outros critérios que queremos utilizar.

Muitas vezes o que sugerimos para o backlog é grande demais para ser feito em um sprint. Por exemplo: Se trazermos um backlog com 5 atividades de alta complexidade (que demandam muito mais tempo) e mais 5 atividades de média complexidade, muito provavelmente não conseguiremos executar tudo o que está no back. Saber equilibrar é necessário.

Neste caso, estamos falando de algo maior do que uma atividade. Nas metodologias ágeis, estamos falando de um Epic, que é quebrado em tarefas. Eu gosto de chamar de projeto. Este projeto vai ser quebrado e priorizado com base nos mesmos critérios.

Planning & Review

A cada quinze dias, todo o time olha junto o backlog e decide quais atividades vão para o próximo sprint. Esta reunião é chamada de Sprint Planning. Ela tem que ser centrada nos objetivos traçados no plano de marketing (vou falar disso em seguida).

No término do Sprint, se faz a reunião de Sprint Review. Nesta reunião, se avalia o que foi feito de certo, de errado e que melhorias serão feitas para o próximo (inclusive na metodologia).

Para acompanhar o que está sendo feito ao longo do sprint, normalmente se realizam rápidas reuniões diárias para entender se existe algum problema, o que podemos fazer para resolvê-lo e todos do time entenderem no que os demais estão trabalhando. Mas elas precisam ser rápidas e objetivas!

Ah, mas eu atendo áreas e resolvo incêndios…

Como assim? Incêndios? No marketing?

É CLARO que acontecerão vários, mas o legal da metodologia ágil é que podemos lidar de maneira muito simples com este tipo de problema.

Em primeiro lugar, precisamos entender se a demanda adicional é urgente e mais importante do que o que estava previsto mesmo. Será que não pode esperar o próximo sprint?

Supondo que estejamos no meio de um, faltaria uma semana para o próximo. É tão pouco tempo. Será que não dá para esperar?

Muitas vezes não dá mesmo. Neste caso, este incêndio é levado para a reunião diária e o time decide como lidar.

Caso se entenda que deva ser dada prioridade, remove-se uma ou mais atividades deste sprint e incluem-se a que lida com o incêndio. No Sprint Review discutem-se as causas deste incêndio e como fazer para que não aconteça novamente. Com o tempo, temos mais controle das coisas.

Espero que tenham gostado da parte 2 da nossa série. No próximo artigo você verá:

  • Atividades recorrentes
  • Times & Skills
  • Liderança

Até a próxima!