Mães: seus filhos lhes amam, mesmo sem presente, OK?

Mães, façam um favor a seus filhos e, principalmente, a vocês mesmas: não se sintam menos amadas ou depreciadas por não receber um presente de seu filho neste domingo próximo.

Na verdade, só pelo fato de você poder dizer a palavra filho pra alguém já representa a magnitude do seu Ser, pois acredito que colocar uma vida neste mundo seja a missão de maior grandeza que possa existir.

Eu não vou dar um presente pra minha mãe no dia das mães.

Por que? Porque eu não quero. Ponto.

O comércio, no afã de vender mais, quer colocar na cabeça de todos nós um senso de necessidade, de que precisamos presentear — que traduz-se em comprar algo — para nossas mães, com a ameaça inconsciente de sermos filhos menos carinhosos e amorosos se assim não o fizermos.

“Ah, mas vai dizer que sua mãe não merece?”

Bem, duas coisas aqui.

Primeiro, ela merece coisas boas não somente nesta data.

Segundo, quem disse que um presente X vai preencher a “lacuna” de que ela merece? Logo, a questão de merecimento entra na mesma questão da necessidade…

Chega a ser absurdo o apelo comercial por datas comemorativas.

Eu penso que há um erro fundamental nisso.

Esse erro é proposital e culturalmente aceitamos com grande naturalidade.

Realmente precisamos de 1 dia para demonstrar afeto às mães? E precisa ser comprando algo?

Uma breve respirada e percebemos quanta tralha enfiaram em nosso inconsciente para consumirmos.

Atrelar a imagem materna a um produto é quase um crime ao ser humano.

Nas vitrines: sua mãe merece o melhor… sua mãe é sua melhor conexão… são mensagens bonitas e verídicas… e por isso muito cuidado!

Elas trabalham com o lado irracional e automático do nosso cérebro.

Por isso comovem, por isso vendem.

Ao invés de comprar algo que provavelmente sua mãe não precisa, dê um abraço apertado nela!

Olhe no fundo dos olhos dela e diga: mãe, eu te amo e expresse a gratidão por tudo que ela fez!

No meu caso, vou ligar, mas não pelo compromisso da data, mas porque sinto vontade de expressar mais uma vez minha alegria e gratidão por este ser maravilhoso que me trouxe ao mundo.