João Menezes
Apr 14, 2018 · 4 min read

Publicamos recentemente um artigo que lista as principais ações que tomamos para garantir uma experiência UAU para as pessoas recém-chegadas à ContaAzul. Um dos fatores-chave para o sucesso desse período de onboarding é auxiliá-las a identificar suas matrizes de domínio.

Para nós, como profissionais atuantes na área de Pesquisa & Desenvolvimento da ContaAzul, as matrizes de domínio representam a divisão das responsabilidades de cada tribo. Já essas, por sua vez, são equipes de conhecimento verticalizado, especialistas em determinados espectros das jornadas de uso do produto. As tribos têm autonomia para priorizar novas oportunidades em conjunto à manutenção dos seus serviços já existentes. Essas priorizações são sincronizadas entre as tribos a partir de encontros de consenso que têm vínculo direto com as estratégias da empresa (leia mais sobre priorização nesse artigo).

O risco dessa abordagem, entretanto, é que as novas pessoas talvez interpretem sua tribo como um "silo", e, por reflexo natural, acabam se limitando ao entendimento das demandas em que estão diretamente envolvidas. Já que esse fator pode gerar desconexões na experiência de uso final, nossa Guilda de Design tem a responsabilidade de desconstruir esses preceitos. Os parágrafos a seguir comentam algumas das nossas principais ações em relação a isso.

Ganhando bagagem

Com o passar do tempo, à medida que os(as) designers se familiarizam com seus objetos de estudo verticais— finanças, fisco, contabilidade, ciclo de vida, entre outros — é natural que se adquira confiança e bagagem sobre o mindset de cada tipo de usuário. Já que nossa aproximação com clientes reais é diária, isso estimula o desenvolvimento de habilidades técnicas de projeto e de relações interpessoais (leia mais sobre cocriação com clientes nesse artigo).

Para que essa vivência transicione de conhecimento individual para conhecimento coletivo, temos ritos que são seguidos por todas as pessoas da Guilda. Além do nosso padrão de documentação, temos dois encontros semanais — Design Talk e Follow Up — em que todos(as) os(as) designers apresentam os estudos e as interfaces sendo prototipadas naquele período (publicaremos vários artigos em breve que detalharão esses rituais).

A questão é que pelo fato desses encontros serem bastante breves, nem sempre há espaço para detalhar as problemáticas, motivações e cenários de uso presentes em cada feature. Com isso em vista, desenvolvemos um programa de Extensão complementar à Imersão e ao Guia do UX das Galáxias, mas com uma leve diferença: esse programa é executado apenas após os primeiros meses de casa de cada designer.

A Extensão

Nesse primeiro momento, à medida que prototipamos os formatos ideais para o programa de Extensão, os encontros se dividem entre duas pautas: Processo e Produto. Sendo conduzido pelo(a) UX Lead de cada tribo, apresentam-se o percurso metodológico escolhido e o produto final resultante. Abre-se o fórum para discussões, compartilhando os erros e acertos vivenciados no decorrer de cada projeto.

Nosso primeiro teste nesse formato aconteceu essa semana, tendo como foco o detalhamento da funcionalidade de conciliação bancária (conheça um pouco mais sobre a conciliação nesse artigo).

Parte da Guilda de Design no programa de Extensão (foto publicada com autorização)

Os tópicos discutidos durante o programa de Extensão foram:

  • Proposta de valor da conciliação bancária;
  • Motivações da tribo Spartans — responsável pelo módulo Financeiro do ContaAzul — em desenvolver o projeto;
  • Fontes de dados utilizadas para as decisões de projeto e métodos de priorização;
  • Principais insights obtidos durante entrevistas e testes de usabilidade com Patronos empreendedores(as) e contadores(as);
  • Uso de big data para comparativos quali x quanti;
  • Alternativas de inteface estudadas durante a conceituação;
  • Cocriação com equipe de Engenharia;
  • Cenários de uso;
  • Reflexos de mercado.

Percepções gerais

Nosso objetivo com esses encontros é prover um catalisador para os(as) designers recém-chegados(as) que permita o desenvolvimento de soluções que vão além do campo conceitual das suas matrizes. O fato da Extensão ser aplicada apenas após alguns meses de casa permite que o(a) profissional relacione melhor os pontos, provocando em si mesmo(a) uma visão holística em relação aos próximos projetos que ele(a) conduzir.

Nossa expectativa ao estimular esse tipo de iniciativa é que o ContaAzul se torne uma plataforma cada vez mais consistente e absurdamente fácil de usar. Queremos remover os atritos e burocracias que pressionam a vida empreendedora brasileira, para que os donos e donas de negócio foquem no mais importante: prover produtos e serviços de qualidade e fidelizar sua clientela.

Como designers, temos o desafio de investigar cenários densamente complexos e traduzi-los em soluções que funcionam como num passe de mágica — que, por sinal, é o nome do nosso Design System. Mas essa parte fica para um próximo artigo… ;-)


Obrigado pela leitura!

Adoraríamos ouvir sua opinião sobre o que foi discutido nos comentários abaixo. Confira também nossas vagas de UX Design e UX Research.


Este artigo conta com co-autoria do Prof. Dr. Victor Aguiar, do Mestrado Profissional em Design da Univille.

Conta Azul Design

Conectando donos de negócio e contadores por meio do Design. Somos o chapter de Design da Conta Azul.

João Menezes

Written by

Product Design Coordinator @ Conta Azul

Conta Azul Design

Conectando donos de negócio e contadores por meio do Design. Somos o chapter de Design da Conta Azul.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade