Carolina Ribeiro
Mar 28 · 4 min read
#PraCegoVer: Folha de caderno, com um desenho de um rosto feliz, um rosto neutro, um rosto triste e uma caneta apoiada ao lado.

Antes de lançar um produto, recurso, funcionalidade ou até melhoria para todos os clientes da base é possível realizar um teste beta, para um grupo restrito de usuários testar as novidades. E diferente de outros testes (Alpha, ou teste de usabilidade) esse tipo de teste é realizado sem a presença de um moderador, fora de um ambiente controlado.

O teste Beta geralmente é utilizado por desenvolvedores, para identificar problemas e bugs numa aplicação. Mas também pode (e deve) ser usado por designers, para compreender como está sendo a experiência de uso.

Por que fazer um teste Beta?

Ao longo das nossas pesquisas entramos em contato com nossos clientes algumas vezes: entrevistas para entender suas dores e suas expectativas, dinâmicas de cocriação e também testes de usabilidade das hipóteses de soluções desenhadas.

Mesmo assim, nada substitui o uso do recurso no dia a dia, ao longo de vários dias e em seu real contexto. Por isso, se deixamos de realizar esse acompanhamento, corremos o risco de não perceber barreiras que podem surgir somente num segundo momento de uso do recurso.

E como fazemos na Conta Azul?

No meu último artigo aqui no blog, compartilhei com vocês um dos projetos no qual venho trabalhando: a ampliação das permissões dos perfis de acesso da Conta Azul. E foi justamente por meio dele que comecei a realizar testes Beta. Somente neste projeto, já realizei cinco testes Beta (um a cada lançamento) e conto a seguir como tem sido esta experiência.

Seleção de usuários

O primeiro passo é definir o número de pessoas para participar do teste Beta. Determinamos este número considerando que existe um funil das pessoas que vão: receber o convite por e-mail ou via plataforma, ler, aceitar, utilizar o recurso e, por fim, topar falar conosco.

O número de usuários convidados varia de projeto para projeto, assim como o impacto desta participação nas decisões relacionadas ao recurso. Para fazer essa seleção, recorremos ao nosso Portal de Ideias, aos nossos Patronos (clientes parceiros), sobre os quais falamos mais neste artigo, e a outros usuários interessados. É importante selecionar perfis diversos e extremos nesses casos, para evitar vieses no resultado da pesquisa.

Divulgação

Enviamos o convite para nossos clientes conhecerem um recurso ou funcionalidade em um canal de comunicação disponível dentro da nossa plataforma. Depois disso, a partir do primeiro retorno positivo deles em relação a participar dos testes, continuamos com os contatos.

Acompanhamento de uso

Ao planejar um teste Beta é interessante mapear vários cenários de uso, ou seja, vários jeitos possíveis de chegar até um recurso ou funcionalidade e de utilizá-lo.

Isso é fundamental para posteriormente termos uma visão macro de como está sendo a experiência de diferentes perfis de usuários com o nosso recurso. No projeto de Permissionamento, especificamente, tínhamos quatro cenários mapeados inicialmente e acompanhamos de perto todos eles.

Hora da pesquisa

Previamente, definimos um número mínimo de pessoas que precisam estar utilizando o recurso para iniciar nossa análise. Quando esse número é atingido, começamos com as pesquisas. Eu costumo fazer em duas etapas, à luz do nosso Processo de Design de Produto da Conta Azul:

  1. Ligações de guerrilha: Vejo a lista dos usuários que estão utilizando e entro em contato por telefone.
  2. Envio de pesquisa online: Após ligar, envio uma pesquisa por e-mail, para os usuários que não puderam atender as nossas ligações.
Ligações a usuários sendo realizadas por chamada de vídeo na nossa sede / #PraCegoVer: Duas mulheres, designers da Conta Azul, sentadas em frente a um computador durante ligação para teste com cliente

O que é importante saber

Nas ligações e na pesquisa procuramos responder às seguintes questões: motivação do cliente para usar o recurso ou funcionalidade, se o que desenhamos atendeu a necessidade da empresa dele, se houve alguma dificuldade no fluxo de configuração deste recurso ou funcionalidade e o quão satisfeito o cliente está com este lançamento.

Com essas respostas apresentadas ao time, nós conseguimos planejar os próximos passos:

  • Resolvemos a dor do cliente?;
  • Precisamos fazer alguma alteração?;
  • Essa alteração pode ser feita em um próximo lançamento, ou precisa ser feita agora?;
  • A funcionalidade está pronta para ser lançada para toda a base?.

Os resultados dessa abordagem têm sido cada vez mais positivos. Ao falar com os clientes após um lançamento nos aproximamos da realidade deles. E com isso, é possível notar os verdadeiros caminhos que eles percorrem para realizar uma ação.

Se os resultados forem positivos, fazemos o lançamento e divulgação para toda a base. Se não, ajustamos o que é necessário antes de lançar.

Ao fim de toda pesquisa, saio com ideias de novas oportunidades para o produto. Outro ponto que notei, é que depois dessa prática, o time se sente muito mais seguro para lançar um recurso ou funcionalidade para toda a base.

Além disso, mostrando os depoimentos dos clientes, apresentamos o valor que estamos entregando e motivamos o time a continuar melhorando.

Capa de uma apresentação de resultados que apresentamos para o time / #PraCegoVer: Laptop aberto em uma tela azul de apresentação na qual se lê: “Acompanhamento de uso de permissionamento”

E você, realiza testes Beta na sua empresa? Quer bater um papo comigo sobre este assunto? Envie um e-mail para carolina.ribeiro@contaazul.com :)

Gostou? Não esquece de 👏

Conta Azul Design

Conectando donos de negócio e contadores por meio do Design. Somos o chapter de Design da Conta Azul.

Carolina Ribeiro

Written by

Product Designer @ Conta Azul, viajante e louca dos gatos

Conta Azul Design

Conectando donos de negócio e contadores por meio do Design. Somos o chapter de Design da Conta Azul.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade