Vau dos Bois.

Este artigo fala de branding, uma área que ainda suscita alguma perplexidade junto de muitos Marketeers. Ora branding tem sobretudo a ver com reputação e percepção.

O exemplo que trago para ilustrar esta tese é o ensino superior. Bernardo, um jovem licenciado apresenta-se como candidato a um emprego apetecível e bem pago dizendo que a sua formação foi feita na Universidade de Vau dos Bois. Concluiu a licenciatura com média de 17 valores e no Mestrado conseguiu defender a sua tese com brilho e reconhecimento dos seus exigentes avaliadores.

“Vau dos Bois?” perguntou a responsável dos Recursos Humanos que estava a a conduzir a entrevista.

“Sim. Uma das melhores universidades do Mundo!” exclamou orgulhoso o nosso candidato. “A taxa de empregabilidade para o meu curso é de 96% e os meus colegas já estão todos em multinacionais com bons empregos”. Acontece que eu quero trabalhar nesta empresa porque acredito muito no seu potencial. Quero crescer e evoluir profissionalmente aqui”.

“Obrigado por ter vindo, Bernardo. Entraremos em contacto no futuro próximo com uma resposta à sua candidatura.”

Bernardo saiu do moderno edifício sede desta empresa com a convicção de que a mulher que o entrevistou não esperou 10 segundos para enviar o seu curriculo para o lixo. Afinal as possibilidades de ela ter percebido o teste que Bernardo estava a fazer eram reduzidas. Seria pouco provável que a senhora tivesse percebido que “Vau dos Bois” significa, literalmente, “Oxford”.