O que preciso saber antes de começar um Design System?

3 dicas essenciais que irão guiar você ao desenvolvimento de um Design System de sucesso.

Image for post
Image for post
Créditos da imagem: ubisafe.org

1. Se questione: Realmente preciso de um Design System? Quais os problemas que isso pode resolver?

Se você já tem essas respostas, sinta-se a vontade a pular para o próximo item. Não? Então vamos pensar juntos…

Novas tecnologias, novos processos e meios de resolver um problema surgem a cada minuto, somos bombardeados de informação constantemente, além da “correria” do dia a dia. Por isso, as vezes, tomamos decisões precipitadas e não me refiro a decisões certas ou erradas, mas sim decisões por alguma influência externa. Talvez hype?

Não podemos negar que o termo Design System viralizou nos últimos tempos, mas o termo em si, é apenas uma buzzword para algo que já se fazia a muito tempo, porém não era chamado dessa forma.
Bom… chega de blá blá blá e vamos a o que interessa.

Parece óbvio que usar um Design System resolve vários problemas, mas a questão toda é: Irá resolver o seu problema? Vamos então para alguns passos que podem te ajudar a decidir se vai usar ou não um Design System.

  1. Esclareça o problema que você quer resolver:
    Essa é uma boa hora para um brainstorm com o objetivo de listar as dores que a equipe tem e, principalmente, os problemas que a empresa possui em relação a escalabilidade de produto, produtividade dos times e ferramentas. Discuta uma, duas ou quantas vezes for necessário, você precisa ter um entendimento claro do problema que quer resolver.
  2. Entenda se um Design System resolve o que você listou:
    Você provavelmente já leu muitos artigos sobre os benefícios que um Design System pode trazer para a sua empresa. De tudo que já li e vivenciei posso dizer que pelo menos esses 3 você irá ter: Consistência que irá gerar escalabilidade que consequente irá ajudar na produtividade.

Ah… E antes de ficar subjetivo demais, essas duas etapas não tem tempo definido. Você precisa se sentir confortável e estar confiante para dar continuidade ao processo. Posso dizer que minha experiência inicial foi uma imersão de 3 meses, desde buscar conhecimento sobre o assunto à entendimento do problema 😉. Relax!

2. Apresente a ideia

Sim, não pense que só porque você já entendeu os benefícios que todos a sua volta irão entender também de primeira.

Você já passou pelo entendimento do problema e já tem a possível solução, chegou a hora de você mostrar isso para a sua empresa. Fique tranquilo(a) você tem todo o conhecimento necessário pra que a “venda” seja eficaz, afinal você se preparou pra isso, certo?

Primeiro defina quem precisa estar presente na reunião e, principalmente os decisores e possíveis apoiadores da ideia. Em seguida, monte uma apresentação baseada em fatos. Sugiro os seguintes tópicos:

  1. O desafio: Lance um desafio. Por exemplo - Como escalar o nosso produto?
  2. O problema: Mostre o problema que a empresa possui naquele momento, relacionado ao desafio que você já lançou no tópico anterior.
  3. Benchmark: É a hora dos fatos. Mostre que a sua proposta está consolidada pelo mercado, apresente casos de sucesso. Mas separe exemplos de empresas que tenham relação ao seguimento da sua.
  4. O que é: Introdução e explicação do que é afinal um Design System. Lembre-se de relacionar o conceito ao dia a dia de trabalho.
  5. Como é usado: Aqui você estará ainda falando sobre os fundamentos da coisa, porém com o foco técnico, exemplificando algumas das etapas de um Design System e como pode ser usado.
  6. O que está sendo feito, como estamos tentando resolver: Essa etapa vai depender se você já tem algo em andamento para mostrar. Por exemplo, a sua equipe pode já ter comprado a ideia e estar trabalhando nela a algum tempo, apresente o resultado desse trabalho e os benefícios colhidos.
  7. Aonde queremos chegar: Apresente o seu sonho, pense grande e exponha isso para todos. Esse será o fechamento da venda, mostre os benefícios.
  8. Próximos passos: Encerre a reunião com um esboço de planejamento. O que será feito em seguida, quais serão os próximos passos e possíveis caminhos (você não terá todas respostas, pode ser um rabisco, mas que seja). Após isso deixe a discussão rolar e seja feliz. Afinal, você fez um bom trabalho.

Terá um post com mais detalhes sobre esse assunto 😉

3. Inicie com um planejamento

Você já fez o dever de casa, estudou, definiu o problema e vendeu a ideia. E agora?

O ponto de partida é planejar um escopo inicial de entregas, defina um MVP e seu roadmap, liste os principais itens que serão trabalhos nessa primeira entrega. Não se apresse, essa não é a hora de desenhar mil componentes, pelo contrário, é a fase burocrática da coisa:

  • Quem serão os envolvidos (o time)
  • Como será o processo de entregas (sprints?)
  • Stakeholders (feedbacks)
  • Roadmap (o quê e quando)

Agora que começa o desafio de verdade. Quando você tiver esse planejamento será mais fácil dar continuidade, até porque um Design System não é um projeto de início, meio e fim, é um produto! Trate ele como tal.

Depois que tiver essas respostas você pode começar a desenvolver o seu MVP, lembre-se de começar pela base do produto, por exemplo: Faça uma auditoria dos elementos de interface, defina os princípios de design que irão guiar suas decisões e os componentes base como, cor, tipografia, espaçamentos, etc. E só, e somente só depois disso, comece a desenhar os demais componentes de tela.

Espero que de alguma forma esse post tenha ajudado ❤

DesignOps Lab

Product & Design Leadership | Design Operations & Design Systems

João Victor Santos

Written by

Pessoas / Processos / Prioridades/ linkedin.com/in/joao-victor-santos

DesignOps Lab

Product & Design Leadership | Design Operations & Design Systems | designopslab.com

João Victor Santos

Written by

Pessoas / Processos / Prioridades/ linkedin.com/in/joao-victor-santos

DesignOps Lab

Product & Design Leadership | Design Operations & Design Systems | designopslab.com

Medium is an open platform where 170 million readers come to find insightful and dynamic thinking. Here, expert and undiscovered voices alike dive into the heart of any topic and bring new ideas to the surface. Learn more

Follow the writers, publications, and topics that matter to you, and you’ll see them on your homepage and in your inbox. Explore

If you have a story to tell, knowledge to share, or a perspective to offer — welcome home. It’s easy and free to post your thinking on any topic. Write on Medium

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store