Dia 30: Imitação.


Esse texto é em alguma medida um reflexo do meu primeiro texto no Medium que pode ser encontrado aqui.


“Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo.” (1 Coríntios 11:1)

Eu acho bem ousado da parte de Paulo chamar os outros para o imitarem, certamente se esse não fosse um trecho da bíblia eu nunca daria ouvidos para uma afirmação tão categórica como essa, mas é isso que devemos buscar ser: cristãos que podem ser exemplos para as outras pessoas.

Falando um pouco mais sobre esse jogo de imitação proposto por Paulo nesse verso, podemos dizer que ele não estava chamando os cristãos a apenas imitar suas atitudes, mas assim como ele, ter uma vida de relacionamento diário com Deus. Gestos e ações dizem, em certa medida, um pouco de nossa personalidade, mas no geral não são muito precisas sobre as nossas intenções.

O que eu quero dizer com isso é que você pode parecer ser um genuíno cristão, enquanto tudo o que você faz é ir a igreja semanalmente para agradar sua família ou para cumprir uma agenda social e, queira você ou não, isso não é ser um cristão.

Há alguns meses eu levei alguns amigos à igreja, dois ateus convictos de suas posições que eu acredito que só aceitaram o convite por pura curiosidade. O que me surpreendeu foi a forma como eles agiram no ambiente da igreja, lógico que eu tinha alguma certeza que eles não fariam nada inusitado ou absurdo no meio do culto, mas o que me deixou bem abismado foi a forma como eles participaram que foi exatamente como todos as outras pessoas que estavam lá. Se eles não fossem meus amigos, possivelmente eu nunca suspeitaria que eles fossem ateus, pois se portaram como todos os cristãos no ambiente.

O que eu quero dizer com isso tudo é que agir como um cristão, não te torna de fato um cristão. Quando Paulo chama os cristãos a serem seus imitadores não é simplesmente em suas atitudes, ele nos chama para sermos verdadeiros adoradores, como ele foi, o que é impossível sem um coração totalmente contrito e entregue a Deus.

Sejamos então imitadores de Paulo por todas as nossas vidas e não imitadores sociais que sabem agir como o ambiente pede.


Esse texto faz parte de uma serie de textos, se você se interessou (?) pode achar outros como esse aqui “Devocionais de um Tolo”.

Like what you read? Give Gabriel Carneiro. a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.