Dia 54: Relativismo religioso.


“Respondeu Jesus: ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. Se vocês realmente me conhecessem, conheceriam também o meu Pai. Já agora vocês o conhecem e o têm visto’.” (João 14:6–7)

Existe uma coisa que me incomoda muito mais do que ateus que se acham melhores por terem “superado a religião”, são pessoas que tem a coragem de dizer que “todas as religiões levam a Deus”. O sincretismo religioso, junto com o relativismo moral são dois grandes vilões da igreja na época em que vivemos, as pessoas têm deixado de entender o que Jesus quis dizer quando afirmou que ele é o caminho, a verdade e a vida.

Sim, eu estou categoricamente afirmando que o cristianismo é a única religião verdadeira e que todas as outras são falsas, ídolos criados por homens para tentarem satisfazer o vazio em seus corações, pois afinal fomos feitos para adorar e se o nosso objeto de adoração não é Deus, certamente é alguma outra coisa. Você pode me chamar de intolerante, intransigente, antiquado, mas o ponto é que se eu não acredito fielmente na religião que professo que confiança eu passaria para aqueles que eu falo sobre a pessoa de Jesus?

Cristianismo é mais que uma religião, é uma cosmovisão, quando nos tornamos cristãos passamos por uma transformação de perspectivas radicais o que muda a forma como vemos, entendemos e interagimos com o mundo, pois fomos limpados pelo sangue de Jesus. Se eu não afirmo categoricamente que todos aqueles que não professam a mesma fé que eu estão condenados ao inferno, assim como todos os meus irmãos em Cristo antes estavam, minha fé seria sem sentido, pois para nada serviria crer em Jesus se não para a graça futura que foi prometida aqueles que o amam.

Jesus é o único caminho para Deus, pois foi um caminho que nos foi dado por Deus, onde nosso mérito e esforço não são importantes, fomos comprados por um alto preço, remidos pelo sangue e selados pelo Espírito. Se dependermos de nossas forças para nos salvar certamente falharíamos.

Quando alguém que se professa cristão diz que existe outro caminho para Deus que não seja Jesus, essa pessoa cria paz no coração de pessoas que ela sabe que estão indo em direção ao inferno, isso é em certa medida antiético, pois como cristãos nosso dever é anunciar o evangelho, que é a verdade.


Esse texto faz parte de uma serie de textos, se você se interessou (?) pode achar outros como esse aqui “Devocionais de um Tolo”.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.