Harmonização de chá com Queijo

Tie Guan Yin com Queijo Brie, Camembert e Ovelha

Embora há muitos anos as pessoas ainda tenham preferência de harmonizar queijo com vinho, existem novas informações que sugerem que a seleção de um chá para acompanhar com queijo também oferece o mesmo realce de sabor.

Chás e Vinhos possuem muitas características semelhantes, há alguns chás, por exemplo, que são envelhecidos de uma maneira comum aos vinhos. Além disso também temos a questão da influência do terroir (que já falamos aqui no blog), elemento que influencia no sabor de ambas as bebidas.

Não à toa, existem Sommeliers de vinhos assim como Sommeliers de chás, os dois profissionais são especializados em conhecer os diferentes tipos de bebida.

Outro fator que contribui para a combinação de chá e queijo é que tanto chás verdes como produtos fermentados e envelhecidos (como o queijo) contém o Umami, palavra de origem japonesa que significa “gosto saboroso e agradável”, e que junto com o doce, o azedo, o amargo e o salgado, compõem os cinco gostos básicos do paladar humano.

Com tantos argumentos é quase impossível dizer que chá e queijo não combinam haha. Brincadeiras à parte, claro que cada pessoa tem um gosto próprio (como todos sabemos, gosto não se discute), e nós respeitamos isso. Apenas quisemos trazer uma nova opção para nossos leitores e assinantes do Clube. Sendo assim, além de trazer receitas, passaremos também a apresentar propostas de harmonização que combinem com os chás escolhidos para os assinantes do nosso Clube.

Este mês eles receberam em casa o Tie Guan Yin, um chá do tipo oolong com baixa oxidação e adocicado com notas florais, com sabor leve e delicado, que harmoniza muito bem com queijos do tipo Brie, Camembert e o de Ovelha. Do ponto de vista técnico, o Camembert e o brie são considerados queijos do tipo “mofo branco”, já o de ovelha se encaixa no grupo dos “queijos duros”.

Segundo Fiona Beckett, autora do livro Queijos,

“Ao contrário do outros queijos, o brie e o camembert — também conhecidos como queijos semimoles — à medida que envelhecem ficam mais suaves e voluptuosos, em vez de mais firmes e secos. Quando jovens, podem ser bem sem graça, pálidos e quebradiços, mas com o passar do tempo o miolo desenvolve uma textura mais cremosa e untuosa que às vezes traz um sabor marcante de cogumelo.”

Já os queijos de ovelha são menos cremosos e mais salgados do que os queijos de vaca. Os queijos duros, como o de ovelha, além de serem prensados, “podem ser também mergulhados em uma salmoura para endurecer a casca (e não para promover bactérias, como no queijo de casca lavada) e geralmente são envelhecidos durante mais tempo do que outros queijos — em alguns casos, por até quatro anos.”

E aí, o que achou da dica? Assim como os chás, o universo dos queijos é de uma grande magnitude e muito diverso. Buscamos trazer apenas algumas informações interessantes por aqui para melhorar ainda mais sua experiência com os chás.

Referências que nos ajudaram a criar esse post:

Alguns Links: 
https://www.teabox.com/blog/pair-green-tea-cheese http://www.thewhistlingkettle.com/info/index.php/blog/post/pairing-cheese-with-tea https://www.worldoftea.org/tea-and-cheese-pairing/

Livro: 
Queijos, por Fiona Beckett