3 práticas que me ajudam a escrever um código melhor

E que talvez possam ajudar você também

Weldisson Araujo
Aug 10 · 3 min read

Estou aqui hoje para trazer práticas que fazem muito sentido no nosso dia a dia como programador, facilitando a vida do famoso “eu do futuro”. Mas como assim, “eu do futuro”?

Muitas vezes fazemos um código com pressa, deixando para resolver os problemas depois, e acaba que nunca mais notamos. Na maioria das vezes, essa procrastinação prejudica acompreensão por outras pessoas desenvolvedoras no futuro.

É por isso que nós, desenvolvedores e desenvolvedoras, todos os dias, devemos nos preocupar em como desenvolver as tarefas necessárias de forma mais rápida, econômica e eficiente.

Entretanto, com a pressão que normalmente aparece em diversos projetos, mesmo as melhores pessoas podem ser vítimas de atalhos quando são confrontadas com prazos curtos. E, no final, essas práticas só levam a má qualidade, esforço desperdiçado e, talvez, o pior de tudo, maus hábitos de codificação.

Por isso, deixo abaixo três práticas para você seguir e manter seu código melhor. Vamos lá?

Pode parecer contraintuitivo que uma das melhores práticas de codificação seja em relação a não codificar algo, mas essa é uma prática fácil de aproveitar e que ajudará imensamente seu projeto.

Se algo não precisa ser codificado, não codifique!

Ao considerar os requisitos para seu projeto, pergunte a si mesmo:

  • Este requisito é realmente necessário?
  • Quem se beneficia disso?
  • Alguém, seja na minha organização ou em outra, ou mesmo em um repositório open source, já codificou alguma solução semelhante?

Quando você pensa sobre essas questões, percebe-se, na verdade, que não pé preciso nenhum código novo, você pode descobrir que o código já foi escrito .

Estima-se que muitos projetos de desenvolvimento de software gastam cerca de quarenta a cinquenta por cento de seu tempo em retrabalho que poderia ser evitado.

Sendo assim, reserve um tempo para verificar se essas outras opções estão disponíveis e você economizará tempo, esforço e dinheiro a longo prazo. Tudo isso se soma.

Sim, todos nós queremos ser o mais eficientes e otimizados possível, e às vezes programadores podem querer mostrar sua habilidade e talento escrevendo um método ou função inteira em uma linha; afinal, muitos de nós nos tornamos programadores porque adoramos resolver desafios complexos de código.

Entretanto, não importa qual desafio você resolveu ou quão otimizado está seu código, se ninguém pode lê-lo. Em vez de focar na otimização, uma prática recomendada é focar no código legível, ou seja, código compreensível. Por que código que pode ser entendido pode ser integrado com mais facilidade e permite mais eficiência no projeto como um todo.

Uma prática recomendada e vital é testar seu código.

Não importa a rapidez com que você pode escrever linhas de código ou quão otimizado seu código é se ele não funcionar. Frequentemente, os testes podem retornar com indicações de erro e gerar exceções. Quando isso acontecer, resolva o erro imediatamente.

Quando você ignora o problema, ele não desaparece. Algum usuário final vai encontrá-lo algum dia e isso afetará você, sua equipe e, possivelmente, toda a organização.

As ferramentas de testes automatizados já progrediram muito, e podem te ajudar a validar seu código e também torná-lo mais suportável.

Os testes são uma forma de documentação: eles dizem como o código deve agir. Teste contínuo ajuda a fornecer feedback significativo aos desenvolvedores e, a partir daí, podemos resolver rapidamente os problemas e fazer as alterações necessárias.

Não tente varrer nenhum problema para debaixo do tapete! Teste seu código com frequência e faça as alterações necessárias.

E é isso! Ficou alguma dúvida ou tem mais dicas para contribuir? Aproveite os campos de comentários. Você também pode entrar em contato comigo pelo LinkedIn ou dar uma olhada no meu Github. E se quiser trabalhar em um time que está sempre atento às melhores práticas de código, é só clicar aqui e se candidatar a alguma de nossas vagas. Vamos aprender juntos!

Digital Product Dev

Nós desenvolvemos produtos digitais com inovação, agilidade…

Digital Product Dev

Nós desenvolvemos produtos digitais com inovação, agilidade e excelentes práticas, para que o mercado brasileiro e latino-americano acompanhe a velocidade do mercado digital mundial.

Weldisson Araujo

Written by

Backend Developer

Digital Product Dev

Nós desenvolvemos produtos digitais com inovação, agilidade e excelentes práticas, para que o mercado brasileiro e latino-americano acompanhe a velocidade do mercado digital mundial.