Playbook Fintechs Mobile Marketing Association

Em termos de imagem, o grande desafio das Fintechs é gerar conhecimento e empatia, além de transmitir segurança e credibilidade.

A Mobile Marketing Association publicou Playbook com informações valiosas sobre o mundo das Fintechs, com um completo panorama do segmento em diversos aspectos. Tive o prazer de contribuir falando sobre Marketing Digital, trazendo um pouco do expertise e know how que temos no segmento.

Abaixo o capítulo onde dou meus dois centavos e também acesso ao material completo:


Fintechs & Mobile Marketing

Mobile é o quintal das fintechs e, por isso, elas têm obrigação de usá-lo de forma arrojada no marketing, diz Paulo Martinez, fundador e COO (chief operating officer) da Agência Ginga. “A publicidade é a ignição que as fintechs precisam para gerar credibilidade e força de marca, convertendo novos usuários e fidelizando clientes. E o caráter único do mobile é permitir trabalhar geolocalização e contexto de comportamento, gerando empatia, afinidade e um sem número de ocasiões para falar com os consumidores de forma totalmente personalizada.”

Ele ressalta, entretanto, que é necessário atuar no momento, no contexto e no local certos. Campanhas de TV devem estar em consonância com o digital porque, no novo varejo, basta baixar um app e preencher um cadastro — a conversão é 100% digital. E tudo precisa ser monitorado e mensurado em tempo real. “Não se trata de medição tradicional, você não pode medir o brand awareness separado de performance. É importante implantar atribuição, ter KPIs em real-time. É trazer o modelo startup para o marketing digital.”

Na Ginga, a equipe sabe, por exemplo, quanto a TV aumenta a busca e quanto a busca aumenta a abertura de contas. Martinez conta que, durante uma campanha na TV, entre 85% e 90% dos acessos acontecem no mobile. “É a confirmação do comportamento de assistir TV com o celular na mão e reagir em tempo real”, aponta.

As fintechs têm concorrência de marcas fortes, algumas centenárias, com milhões de clientes. Em termos de imagem, seu grande desafio é gerar conhecimento e empatia, além de transmitir segurança e credibilidade. “Os consumidores reclamam de bancos e de companhias de telecom, mas, nestes setores, é difícil mudar. E, quando eles mudam, é para outros players estabelecidos. Como o produto é inovador, é fundamental trabalhar a jornada completa, do brand awareness à conversão.”


MMA Playbook Fintechs na íntegra: