4 motivos pra não decolar seu drone pela janela ⏤ com vídeos

Entenda os princípios físicos que colocam o seu drone em risco nessa aventura de decolar ou pousar pela janela.


Todos nós já estivemos nessa situação: Seu primeiro drone acabou de chegar pelo correio depois de inúmeros atrasos na entrega e você quer testar ele o quanto antes. É aí que as ideias absurdas começam a aparecer. Decolar dentro do apartamento e sair pela janela parece uma ótima ideia afinal você já está numa altura interessante pro vôo, seria extremamente prático e você ainda poderia pilotar do conforto da poltrona, não é? Doce ilusão…

Foi exatamente o que eu fiz quando meu Mavic chegou. Em menos de 24 horas depois de colocar as mãos no meu drone, eu não aguentei de ansiedade e resolvi decolar ele da janela do escritório onde trabalho. O resultado você pode ver no vídeo abaixo.

O grito de desespero foi de um colega meu. Eu fiquei sem reação mesmo.

É. O prejuízo foi grande. Tive que comprar um novo gimbal (quase R$ 2000) e esperar mais uma semana pra voar com meu Mavic de novo. Mas depois que a raiva passou eu comecei a pensar nos motivos que causaram o incidente e os riscos em se realizar esse tipo de procedimento de maneira geral.

Confira a lista desses motivos abaixo!

Turbulência causada pela aerodinâmica do prédio

O vento, ao se chocar com o prédio, tende a se deslocar ao longo da edificação gerando uma camada não só mais densa mas em constante movimentação. Por isso, ao se aproximar de uma edificação grande com o drone, é possível perceber uma turbulência característica que pode gerar mais ou menos empuxo causando o movimento indesejado da aeronave.

Essa turbulência acontece justamente nos momentos mais sensíveis do procedimento de vôo (entrada e saída do apartamento) e pode causar o choque com as bordas da janela.

Sensores de proximidade

Os sensores de proximidade estão aí pra ajudar mas podem ser grandes vilões na hora de decolar ou pousar de uma janela. A maioria dos drones da DJI, por exemplo, se mantém à uma distância mínima do chão e, quando o operador insiste em movimentar a aeronave pra baixo, a aeronave inicia o procedimento de pouso. Como a borda da janela não é o local mais indicado para pousar (o drone pode cair) muitos droneiros acabam se assustando, subindo bruscamente a aeronave e se chocando com a moldura superior da janela. Um desastre total de todas as formas!

Orientação da aeronave

Muitos droneiros, já cientes do problema com os sensores de proximidade, optam por manobrar a aeronave com os sensores voltados pro lado oposto da janela. Quando isso é feito, os comandos ficam invertidos e os pilotos menos experientes podem se atrapalhar na hora de fazer condução da aeronave.

Vulnerabilidade das hélices

Se o seu drone não estiver equipado com um protetor de hélices, ele fica suscetível a queda mesmo que por seja por um centímetros de erro. Quando estamos falando de uma janela, o risco fica ainda maior porque, depois da queda o risco de cair andar abaixo é muito grande.

Te convenci?

Se esses motivos não foram o suficiente, nós preparamos uma compilação com pousos e decolagens em janelas que deram errado.

Playlist no youtube com vídeos de acidente com drone envolvendo uma janela

Quer aprender mais sobre drones? Estão abertas as inscrições para o nosso Curso de Pilotagem de Drones mega completo e 100% online. Para saber mais, é só clicar aqui!
Aproveite enquanto ainda temos vagas!