Vai voar com o drone no frio? Não perca essas dicas!

Entenda como o frio afeta o seu equipamento e como driblar essas dificuldades.

Você quer voar na neve? 🎶❄️⛄️

O frio não é amigo dos drones, sabia? Por outro lado poucas coisas são tão bonitas como uma paisagem natural coberta de neve e gelo. Esse post é pra você que está querendo se aventurar em um vôo glacial mas quer ter plena consciência dos cuidados que deve tomar.

Mas qual é o problema em voar no frio afinal?

Voar em baixas temperaturas é, por essência, mais arriscado do que em temperatura mais quentes em geral. Por quê? Porque as baterias LiPo (unanimidade entre os drones) não funcionam bem em climas gelados. Quanto mais frio, menor a duração da bateria devido à desaceleração da atividade química dentro das células. Isso não quer dizer que você não pode voar, é só ficar de olho nessas dicas:

  • Comece os vôos apenas com baterias totalmente carregadas.
  • Pré-aqueça a sua bateria a 20 °C ou mais. Você pode verificar a temperatura da bateria no app DJI GO. Existem alguns aquecedores de bateria no mercado, mas uma roupa de frio também pode dar conta do recado.
  • Sobrevoe parado por cerca de 2 minutos antes de se movimentar para permitir que a bateria aqueça.
  • Não realize movimentos muito bruscos com a aeronave para evitar quedas de tensão na bateria.
  • As baterias descarregam mais rapidamente em baixas temperaturas. Confira o nível de carga mais frequentemente do que costuma verificar normalmente.

Conheça o limite — 0 ºC

Se você tomar algumas precauções, é possível sim encarar o frio com o seu drone. Mas existem limites! É extremamente desaconselhável voar em temperaturas abaixo de 0 ºC.

Alguns cuidados adicionais

Com o frio e a neve, alguns outros cuidados também se fazem necessários:

  • Evite ao máximo o contato com a neve. A umidade pode danificar os motores ou os componentes eletrônicos. Usar uma plataforma de pouso para decolar e aterrissar seu drone pode ser uma boa! Mesmo assim, evite decolar do teto do carro.
  • Cuidado com o vento. Regiões frias também costumam registrar ventos com altas velocidades.
  • Cuide bem do seu celular. O drone não é o único que sofre com o frio. Seu celular também pode desligar repentinamente se você não o mantiver aquecido.
  • Cuidado com os dedos. Operar o drone com as mãos geladas pode reduzir a precisão dos movimentos. Procure uma luva que aqueça as mãos mas ainda preserve o toque na tela.

Exposição e Balanço de Branco

Fotografar a neve é uma outra vibe. Não é atoa que aquelas cybershots antigas tinham um snow mode, lembram? Se você usar as configurações automáticas da câmera do seu drone, as imagens provavelmente irão ficar escuras. Isso porque o brilho da neve leva os sensores a captar uma imagem subexposta. Ajuste a exposição manualmente pra evitar essa anomalia.

Da mesma forma, pra tirar o melhor das paisagens invernais, será necessário corrigir o balanço de branco da câmera pra obter o equilíbrio correto de cores. Caso contrário, a neve pode ficar com um aspecto acizentado.


Vamos voar na neve! ❄️

Com essas dicas você já vai estar mais que preparado pra enfrentar qualquer geleira com o seu drone. Bons vôos!


Quer aprender mais sobre drones? Estão abertas as inscrições para o nosso Curso de Pilotagem de Drones mega completo e 100% online. Para saber mais, é só clicar aqui!
Aproveite enquanto ainda temos vagas!