Um olhar diferente sobre Falhas

Virtualmente todos os jogos de RPG contam com um conjunto de regras que determinam os resultados de uma ação, sendo um sucesso ou falha. Alguns sistemas também determinam o grau de sucesso ou falha que o jogador pode conseguir, mas no geral é uma linha entre o sucesso e o fracasso. E se começarmos a interpretar esses resultados levando em conta o custo do sucesso?

Dungeon World é um ótimo sistema que permite explorar essa visão já que vários dos movimentos pedem que o MJ diga o que acontece caso haja uma falha, isso faz com que o resultado das ações seja extremamente amplo, podendo ser completamente diferente a cada situação. Com isso em mente, veja alguns exemplos:

Sucesso Parcial:
Usar o sucesso parcial permite que o jogador faça algum progresso mas exige que ele se adapte aos elementos inesperados em razão da sua falha. Essas são algumas ideias:

  • Você é capaz de seguir o grupo de orcs até seu covil, contudo eles sabem da sua presença e armam uma emboscada.
  • A primeira parte do mecanismo da armadilha é desativado mas ela é bem mais complexa do que você imaginava. Você sente que algo ainda está faltando, mas não sabe exatamente o quê.
  • Você consegue se desviar dos dardos envenenados disparados pela armadilha, mas suas roupas acabam ficando presas na parede atrás de você.
  • Mesmo que os guardas não tenham notado sua presença, eles parecem cientes de que algo está errado, e agora eles patrulham por todo o pátio.

Falhando de forma diferente:
É interessante também levar em consideração o objetivo do movimento. Fazer com que o personagem consiga executar seu movimento mas falhar em seu objetivo é uma maneira muito interessante de narrar uma falha. Veja esses exemplos:

  • Você conseguiu destravar o cadeado que tranca a cela, mas ao tentar retirar a gazua você emperra o mecanismo. A única forma de abri-la agora é usando a força.
  • Você consegue preparar a poção, mas ela não parece com aquilo que você estava esperando e agora você não sabe o que ela faz.
  • Você resiste ao dano do veneno, mas você percebe que sua visão fica turva e seu aparelho digestivo não responde muito bem.

Custo do sucesso:
Gerar um custo quando o jogador falha é um método bastante presente nas regras de dungeon world, que permite o personagem alcançar seu objetivo mas que abra mão de algum recurso ou vantagem. Não esqueça de oferecer uma escolha ao jogador, assim ele ainda sente que tem o controle da situação.

  • Você escala o muro da ravina e consegue sair de lá, mas o processo foi cansativo e dolorido. Escolha entre receber dano ou uma debilidade.
  • Você empurra seu oponente pra fora do penhasco mas ele agarra sua arma com todas as forças e se salva da queda mortal, por enquanto.

Pensamentos Finais:

Resultados de testes deveriam ser interpretados como “De que maneira o personagem realizou sua ação, e o que acontece em seguida?”. Afinal, o personagem é o herói da história e se ele tomou a decisão de se arriscar pra executar um feito pouco provável, é porquê ele está confiante que tudo vai dar certo. Seja fã do seu personagem e não tire essa oportunidade dele, pense perigosamente e use essas oportunidades para encher a vida dos personagens com aventuras.

“Nada acontece” é o pior modelo de falha que o narrador pode trazer para a aventura, significa que nada foi descoberto, não há nenhum curso de ação a ser tomado, nenhuma mudança na situação ou no cenário. Completamente chato, e desanima qualquer jogador, o que pode acabar com toda a diversão e a proposta de se reunir pra jogar rpg.

Assim como o autor original da matéria (John Lewis — RPG Alchemy), concordo que é muito mais divertido lançar dificuldades e complicações aos jogadores do que apresentar uma falha. De fato, focar em criar essas complicações é um dos pilares para desenvolver habilidades de improvisação. Vários exemplos de complicações para diversas situações podem ser encontrados nesse artigo: “Movimentos pesados para o MJ

Dungeon World Magazine

Revista online criada por fãs de Dungeon World RPG, reunindo conteúdo produzido mensalmente. Plante uma ideia e a encha de criatividade, deixe-a ao sol para receber o feedback dos leitores e descubra onde isso tudo vai dar.

Gabriel Abreu Lugão

Written by

Entusiasta de RPG, Jogos, Cultura e atividades lúdicas. Aqui no Medium, escrevo alguns textos voltados à prática do RPG.

Dungeon World Magazine

Revista online criada por fãs de Dungeon World RPG, reunindo conteúdo produzido mensalmente. Plante uma ideia e a encha de criatividade, deixe-a ao sol para receber o feedback dos leitores e descubra onde isso tudo vai dar.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade