Os Jovens e 0 Enigma do Futuro

Nestes tempos tão incertos de profunda crise política e econômica, onde todos os brasileiros recebem a cada dia uma desagradável surpresa na palma das mãos, como será que pensam aqueles que ainda estão em processo de amadurecimento e construção de suas vidas? O que passa na cabeça dos jovens quando o assunto é futuro? Para entender melhor essa questão, apresento agora, três pessoas que vão nos mostrar um pouco do que pretende a galera high tech do século XXI.

Diego José, tem vinte e quatro anos,mora em São Paulo e acabou de se formar em publicidade. Como muitos jovens de sua geração, ele acha que a situação no país está insustentável e acha que o Brasil vai levar muito tempo ainda para se recuperar da grave recessão que atravessa. Por isso, diz que tem como meta para o futuro, trabalhar como publicitário e morar na Europa, mas especificamente em Portugal, pois ser um país que admira e por considerá-lo um lugar estável para se viver.

Já Yago Romero, 22 anos, morador de Petrópolis e estudante de Engenharia de Produção, Diz: “ a solução não está em sair do nosso país. Acredito que se queremos um futuro melhor, é preciso que lutemos por ele, construindo e pensando juntos sobre o tempo que estamos vivendo.”

Para fechar a pesquisa, converso no calçadão de Ipanema, com a estudante Carolina Passari. Aos 24 anos e cursando quinto período de direito, ela diz que falar de futuro não é fácil e que depois de pensar por várias vezes que ele estava sob o seu controle, ela chegou a conclusão que na vida é impossível termos certezas absolutas sobre o que quer que seja. Carol, como gosta de ser chamada, conta ainda que já tinha uma graduação e uma pós na direito mas resolveu entrar na faculdade novamente, pois sonha em trabalhar na área jurídica. Fora as questões de trabalho, ela diz também que pretende se casar, ter filhos e deseja para si e para eles, um Brasil menos violento, menos corrupto, com menos desigualdades e mais oportunidades.