Por que vale a pena contribuir com o percentual máximo na FUNCEF

Paridade da patrocinadora é uma vantagem sobre as opções de previdência privada disponíveis no mercado

FUNCEF
FUNCEF
Jan 11, 2018 · 3 min read

Jovem gerente executivo da Gerência Nacional de Soluções e Informações da Habitação (Gesih), em Brasília, Adriano Rangel coordena uma equipe igualmente jovem de empregados da CAIXA. “Procuro sempre orientar a equipe sobre a importância do plano de previdência complementar e as vantagens dele para nós, empregados da CAIXA”, diz ele.

Nestas conversas, Rangel sempre destaca a paridade contributiva com a patrocinadora. “Quanto maior a contribuição do empregado, melhor para a sua previdência. Cada real que ele coloca na FUNCEF, a CAIXA entra com mais um. Isso é não é só um plano de previdência, é uma forma de investimento das mais vantajosas.”

Como resultado, todos da equipe já aderiram ao Novo Plano da FUNCEF.

Por essa e outras vantagens, o planejador financeiro Diego Barbosa, vice-presidente da Associação Brasileira de Educação Financeira na Paraíba, tem orientado os bancários que o procuram a não só aderir à FUNCEF como também contribuir com o percentual máximo, de 12% do salário de participação.

“Neste caso, a patrocinadora contribui com 100% do valor colocado pelo participante. Se forem os 12%, isso representa quase um quarto do valor do salário guardado para o futuro. Ele (o bancário) não vai encontrar um retorno desses em nenhuma outra aplicação”.

Sem medo de investir

Diego Barbosa, da Associação Brasileira de Educação Financeira na Paraíba

Barbosa, que também é gerente da CAIXA, diz que é comum a dúvida das pessoas quanto à segurança na gestão dos planos da FUNCEF. Por isso, alguns optam por aplicar o mínimo de 5% do salário de participação.

Há casos em que empregados CAIXA pensam em diversificar parte da aplicação, colocando dinheiro em previdência aberta, por receio de haver perdas na Fundação. “Não penso duas vezes antes de orientar que não façam isso. Ainda que haja esse risco, há mais vantagens do que desvantagens na previdência complementar”.

A solução para superar o medo, diz ele, é acompanhar de perto todos os passos dados pelos gestores da FUNCEF.

“Como o nome diz, o ‘participante’ deve participar: ir às assembleias, cobrar, acompanhar os investimentos que estão sendo feitos. O que ele não pode é perder essa grande vantagem da paridade contributiva por medo”.

Outro conselho de Barbosa é manter-se informado. “A previdência complementar vale muito a pena. Ela é hoje banalizada porque o assunto não é tão simples. É complexo. Mas não há nada que não possa ser justificado com clareza. Se as pessoas compreendessem os seus benefícios, colocariam mais recursos na previdência”, atesta.



Quer receber informações da FUNCEF por WhatsApp? Envie mensagem mensagem privada no Facebook da Fundação, com nome completo, CPF, matrícula e número de telefone com DDD.

Educação Financeira e Previdenciária

Informações e dicas para quem quer tomar boas decisões financeiras

FUNCEF

Written by

FUNCEF

Terceiro maior fundo de pensão do Brasil, reúne 135 mil participantes e um patrimônio ativo total superior a R$ 61 bilhões | www.funcef.com.br

Educação Financeira e Previdenciária

Informações e dicas para quem quer tomar boas decisões financeiras

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade