Universidade: bem mais do que aulas

Vivências que enriquecem os estudantes

SRE . Madeira
Dec 29, 2016 · 6 min read
Image for post
Image for post
Três madeirenses com vivências diferentes

Conheça três pessoas para quem a vida de estudante é algo mais do que estudar. O currículo oculto de uma Universidade, as atividades desafiantes, a motivação individual e o ambiente de partilha marcam, muitas vezes, o futuro destes jovens.


Estudo Engenharia Mecânica por ser uma boa ferramenta para mudar o mundo.

Este ramo da engenharia envolve a idealização, a conceção e a produção de sistemas, máquinas e ferramentas que são importantes para o futuro e para a evolução da humanidade.

Escolhi a Universidade de Aveiro porque nesta área, Engenharia Mecânica, é uma das melhores do país e também por Aveiro ser uma cidade mais pequena, o que facilita a locomoção e um ambiente de proximidade entre os estudantes.

Pertenço à equipa universitária de Andebol do Núcleo de Estudantes de Engenharia Mecânica porque fui jogador federado na Madeira.

Estive no Académico do Funchal desde os meus 7 anos, depois representei o Madeira SAD e, mais tarde, joguei na equipa sénior do Clube Sport Marítimo.

Também representei a seleção da Madeira nos Jogos das Ilhas, por isso, foi uma escolha natural e porque sou grande “patrão” e as “crianças” precisavam de alguém que as ensinasse (risos…).

Image for post
Image for post
Image for post
Image for post
3.º lugar em Andebol | Taça da Universidade de Aveiro

Com estes colegas mais novos, a nossa equipa ficou em 3.º lugar e a Engenharia Mecânica subiu ao pódio da Taça da Universidade de Aveiro.

Praticar desporto é importante para o meu presente e para o meu futuro. Para além da componente física, como é sabido, o desporto liberta endorfinas, que são importantes para o cérebro e ajudam a processar e a assimilar toda a informação.

Quem treina, mantém o cérebro ativo.


Quando entrei para a Universidade não tinha a certeza do que queria fazer. A minha única certeza era de que tinha que ter que ver com Arte.

Por isso, escolhi História da Arte, para conhecer a Arte de uma perspetiva, simultaneamente, aprofundada e geral.

Na dúvida, não quis ‘fechar-me’ a algo mais específico. Hoje, sei que é um curso demasiado teórico para mim, mas não me arrependo. Foi importante no meu caminho.

Quanto à escolha da Universidade, não foi nada difícil.

Queria ficar em Lisboa porque tenho casa lá. Como é um curso não muito comum, havia duas universidades apenas e com boa fama. Escolhi aquela que ficava mais próxima da minha casa.

Além das aulas, gosto de viajar e de conhecer.

Fiz voluntariado duas vezes, uma na Guatemala (duas semanas) e um mês em Moçambique.

Na Guatemala, fui através da IVHQ. Em Moçambique, fui através da minha irmã, que no ano anterior tinha lá estado e criado contactos.

Image for post
Image for post
Voluntariado em Moçambique

Considero essa participação é importante para o meu futuro.

Uma das minhas maiores prioridades na vida é a experiência e a expansão dos meus horizontes, para adquirir um conhecimento cada vez mais vasto e diversificado.

Acredito ser esse o caminho que nos leva a descobrir quem realmente somos, do que realmente gostamos e o que queremos fazer no Mundo.

O voluntariado foi, para mim, uma forma de contactar, de perto, com realidades que se distanciam daquelas que conheço, o que, provavelmente, de outra maneira não seria possível.

No fundo, foi passar do ver e ouvir, de longe, para o viver e sentir, de perto.

Sinto que estas experiências fizeram de mim uma pessoa melhor, mais adaptável, consciente. E, sobretudo, mais tolerante e grata em relação a tudo aquilo que a vida me dá. Os meus ‘limites’ expandiram-se.

É lindo ver meninos a valorizarem pequenas coisas, quando muitos nem têm pais, não têm um lugar que possam chamar de casa, alguns até com doenças como a sida. Aí percebemos que há tanta coisa com que nos preocupamos e aborrecemos que, na verdade, são tão insignificantes.

Essas pessoas ensinam-nos a verdadeira simplicidade.

Ensinam-nos que mais importante do que aquilo que nos rodeia são os nossos olhos. Que a felicidade está ‘dentro’ e não ‘fora’.

Talvez esteja a cair num lugar-comum, mas, verdadeiramente, para mim, o significado real destas experiências é receber e dar. Até porque sinto que recebi muito mais do que dei.

Obrigada.


A escolha do meu curso na licenciatura está muito ligada ao meu gosto pela área comunicacional em empresas e pela aproximação que o curso faz ao jornalismo.

Nos três anos em que frequentei a UMa, estive presente em diversas atividades.

Image for post
Image for post
Trabalho de entrevista no ‘Pátio dos Estudantes’

Fiz parte da Estudantina Académica da Madeira, do Coro Juvenil e do Coro de Câmara do Funchal. Fui atleta federado de Karaté. Também estive ligado à Associação Académica da UMA, em duas grandes áreas, a do secretariado e a da comunicação.

Fui, ainda, repórter do programa de estudantes transmitido pela RTP ‘Pátio dos Estudantes’. Participei num movimento de juventude partidária e, por fim, fiz diversas formações.

A escolha do Mestrado de Gestão vai ao encontro do meu gosto pelo setor empresarial.

Tenho realizado algumas formações na área das finanças e outras ligadas à Organização Internacional do Trabalho, bem como encontros de debate.

Normalmente, envolvo-me nestes projetos de livre vontade, embora considere a opinião de colegas, amigos e familiares. Como sou uma pessoa muito ativa e adoro estar presente em novos desafios, estou sempre na constante procura de novas atividades. […]

Estas atividades são e serão benéficas para o meu futuro, pois gosto de pensar que, em todas, aprendi sempre algo de novo, que cresci nos níveis profissional e pessoal.

Muitas vezes, essas atividades são uma forma de escapar à pressão e aos problemas que surgem na universidade […]

Image for post
Image for post
Em televisão com a Estudantina Académica da Madeira

O mais importante é que, quando for procurar emprego na minha área, eu seja uma pessoa que possa oferecer algo mais a quem me possa contratar. Talvez seja uma pessoa que se consiga adaptar a um maior número de funções, devido a essas atividades. Num mundo em constante mudança, uma pessoa aberta a aprender algo mais em novas atividades é sempre uma mais-valia para as empresas.

Um gestor bem preparado está sempre em evolução, está sempre a aprender, o que dá um contributo grande para a empresa.

Image for post
Image for post
Em digressão com a Estudantina Académica da Madeira

Estar na Estudantina é uma das atividades de que mais gosto, pois permite-me crescer musicalmente, desfrutar de bons momentos entre amigos e juntar o bom de dois mundos, a vida académica e a diversão. As grandes vantagens são poder viver esse espirito académico e todas as viagens que podemos fazer, conhecer novos lugares e mostrar um pouco do que nós fazemos, na nossa Região. É sempre benéfico quando somos recompensados, seja em festivais (quando somos vencedores) ou em encontros, noutras partes da Europa, onde o feedback de quem nos ouve é bom, o que sempre nos dá motivação.

A Associação Académica da Universidade da Madeira (AAUMa) exigiu mais de mim, pois era algo muito ligado ao mundo do trabalho atual.

Tinha horários a cumprir e atividades a realizar; por exemplo, no secretariado, fiz tarefas de arquivo, caixa, atendimento, entre outras.

Na AAUMa, pude crescer um pouco mais enquanto futuro jornalista. É algo de que gosto muito e consegui fomentar os pilares dessa atividade, pois — através dos diversos programas de comunicação, seja na revista [Et Al.], seja no Pátio dos Estudantes — ganhei mais confiança em mim mesmo, melhorei a parte comunicacional e ganhei à vontade com a câmara e o microfone.

No fundo, pude perceber se tenho ou não aptidão para esta atividade.

Educatio Madeira

Secretaria Regional de Educação, Ciência e Tecnologia da…

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch

Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore

Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store