Professores Inovadores Eduqo: Victor Abranches

Laura Azevedo
Jan 27 · 10 min read

Victor tem 25 anos, mora em São Paulo-SP, é professor no Instituto Alpha Lumen, em São José dos Campos — SP, lecionando Física para o Ensino Fundamental II e Médio.

Victor foi eleito como Professor Inovador Eduqo pelo modo como torna suas rotinas mais prática e melhora o relacionamento entre professor e aluno. Usando cadernos bem organizados na Plataforma Qmágico e postando materiais atuais e interativos , ele consegue engajar seus alunos e estimular o aprendizado.

Acreditamos que trabalhos inspiradores na educação devem ser destacados e compartilhados para que outros docentes possam colaborar e construir casos ainda melhores! Por isso, conversamos com o prof. Victor para descobrir mais sobre como ele trabalha.


💬 Eduqo: O seu caderno é muito completo — parabéns! Quanto tempo você levou para montá-lo? Ele foi feito todo de uma vez ou foi construído “aos poucos”?

Victor: Foi mais ou menos uma mistura dos dois. Na verdade, eu já vinha tentando montar algum formato de caderno durante os anos que eu estava no Alpha Lumen. Então, todo ano eu mudei alguma coisa. Eu conheci inclusive um professor que já trabalhou na Eduqo — o Alessandro, um professor de matemática… um cara super organizado. Eu absorvi várias ideias, aprendi algumas coisas e trouxe para o meu material.

Eu já tinha uma ideia do formato e estrutura que eu queria nas seções do meu caderno, então montar isso foi rápido e tranquilo. Já deixei prontas as seções do ano sem colocar nenhum arquivo, como um planejamento mesmo. À medida que o ano passava, eu ia inserindo os materiais e desbloqueando as seções que eu queria que os alunos vissem. O ano começa com o caderno estruturado e vazio, vou preenchendo ele a medida que falo com a turma.

💬 Eduqo: Você reutiliza seus cadernos? Acha que é uma prática que funciona?

Victor: Eu acho que reutilizar cadernos funciona sim, mas não reaproveitar 100% deles — não basta apenas trocar a turma e seguir com os mesmos materiais. Eu já peguei muitos dos arquivos que coloquei nos cadernos de anos anteriores, que eu gostei muito de como foi o resultado da atividade, e só copiei essa atividade em específico para o caderno daquele ano.

Eu sempre acabo criando do zero o caderno no início de cada ano. A estrutura eu mantenho a mesma, pois os alunos já estão acostumados com o modo que eu organizo as seções. Os materiais, eu vou atualizando.

“Todo ano saem notícias, vídeos novos e materiais diferentes na internet, então gosto de estar sempre procurando e colocando coisas novas.”

O que eu mais aproveitei de um caderno para o outro foram as listas de exercícios principalmente as que eu crio com questões próprias.

💬 Eduqo: No seu caderno, cada seção é relativa a um bimestre e dentro dela existe uma subseção para cada tipo de objeto de aprendizagem uma para vídeos e materiais, outra para exercícios e a última para testes. Por que escolheu fazer assim? Quais as vantagens desse tipo de divisão?

Victor: Esse jeito de dividir as seções foi ideia minha. Eu cogitei duas possibilidades: uma seria separar as subseções por tópicos da matéria e dentro delas inserir materiais variados e outra seria uma subseção para cada tipo de material uma para vídeos contendo um vídeo para cada matéria estudada, uma só para exercícios contendo listas de cada tópico ensinado e por aí vai. Eu acho que dá um certo ânimo para os alunos que gostam mais daquele tipo de material.

Ás vezes, um aluno não gosta muito de vídeos e consegue absorver bem apenas com o momento da sala de aula, então lá no caderno ele pode ir direto para a parte de listas e treinar o que aprendeu, se um aluno gosta de aprender por vídeo ele pode ir direto para essa seção e estudar a matéria de uma maneira que ele absorva melhor.

Exemplo da estrutura-padrão definida pelo professor Victor na prática, em seções do seu Caderno de Física — 9º Ano.

💬 Eduqo: Muito legal, Victor! Sobre a ordem dos tópicos da matéria, você coloca de acordo com o que você mesmo decide ou segue um currículo da escola?

Victor: No colégio, nós temos um currículo para usar de base, mas os professores podem opinar, discutir e montar seu próprio plano de aulas. Então, no início do ano nós nos reunimos para alinhar as ideias e decidir qual vai ser o currículo ideal, às vezes acontece de mudar de um ano pro outro. No Alpha, nós gostamos de começar os assuntos do ensino médio já no 9º Ano então é necessário que haja essa conversa sobre o currículo.

💬 Eduqo: Os seus alunos dão feedbacks sobre seus materiais e aulas? Comentam o que gostam e o que não gostam?

Victor: Sim, tenho feedbacks bons simapesar de que nem sempre os alunos acompanham. A impressão que eu tenho é que a educação seria muito melhor se o aluno acessasse o Qmágico como ele acessa o Facebookquerendo estar sempre antenado no que tem de novo lá. Não são todos os alunos que acompanham, ainda tenho um pouco de dificuldade nisso, sempre tem aqueles alunos que são mais resistentes, tenho que ficar avisando que postei algo para eles irem lá olhar.

Os alunos que utilizam bem a plataforma dão feedback positivogostam da organização, acham com facilidade o que precisam da matéria, não sentem necessidade de buscar algo fora, o que eles precisam para estudar está lá e isso é muito bom.

💬 Eduqo: Eu vi que você usa muitos vídeos no seu caderno. É difícil encontrar estes vídeos? Como você busca por eles?

Victor: Eu geralmente tenho canais no Youtube que gosto mais. Já me inscrevo neles para ver sempre as novidadestem o Crashcourse e o TED-Ed, por exemplo. Então, eu já tenho uma lista de canais que, sempre que eu vou pensar em algum video para colocar, eu entro direto neles para procurar. Como todo ano eu dou algumas aulas parecidas eu já aproveito vídeos que usei nos cadernos anteriores e deram muito certo, como eu te falei. Eu sempre tento procurar um vídeo que fale sobre o assunto, mas que não seja uma vídeo-aula.

“Ao invés de postar um vídeo de um professor explicando as leis de Newton eu posto um vídeo sobre a dinâmica de uma bicicleta para despertar a curiosidade deles e depois em sala explico como as leis de Newton se aplicam a isso.”

Se é um professor de Geografia, por exemplo, ele pode se inscrever em um canal de turismo, procurar um vídeo que mostre uma cidade legal, que chove muito ou é muito frio e depois em sala explicar que essas características da cidade tem relação com o relevo de lá.

Visualização de um vídeo do canal Ted-Ed usado pelo Prof. Victor.

💬 Eduqo: Muito boa essa dicasensacional! Percebi que a maior parte dos seus vídeos são conteúdos produzidos em inglês, e não vídeos nacionais. Tem algum motivo para sua preferência pelos vídeos em inglês? O idioma é um fator decisivo pra você achar o vídeo bom ou não?

Victor: Isso não é de propósito não, eu não tenho nada contra os vídeos em português e nem sou a favor de só vídeos em inglêso idioma do vídeo não é um fator que eu levo em consideração para decidir postar para os alunos ou não. Acho que não só o Youtube, mas todo o universo de arquivos da internet é muito maior na língua inglesa, por isso a maioria dos vídeos que acho são em inglês. Eu tento pegar vídeos com legenda para facilitar para os alunos, eles acham que é tranquilo. Quando eu acho um video legal e educativo em português, eu uso sem problemas.

💬 Eduqo: Sobre os PDFs que você posta para seus alunos, a maior parte deles são capítulos de algum livro. São os livros do colégio ou livros seus que você gosta de usar?

Victor: Eu tenho vários arquivos em PDF no meu computador que são de livros didáticos, fui colecionando eles ao longo do tempo, alguns são mais famosos do que outros. Eu não tenho autores preferidos, mas tenho livros que eu já sei que explicam bem determinado assunto, principalmente para vestibular. Então, eu sempre vou nesses livros que tenho ou então eu pesquiso na internet um PDF novo, baixo e deixo sempre guardado comigo. Quando preciso, eles já estão lá salvos, eu só recorto o capítulo que preciso e posto na plataforma.

Visualização de um capítulo retirado de um livro aberto em PDF usado pelo Prof. Victor.

💬 Eduqo: Percebi que algumas questões das suas listas de exercícios são do Banqo e outras não. As que não são você escreve ou tira de algum lugar?

Victor: Depende—algumas questões eu escrevo da minha cabeça, outras eu digito copiando de algum livro que tenho em casa, outras copio e colo da Internet. Se tem alguma questão de um livro que tenho em casa no formato físico mesmo, sem ser PDF, que eu vejo que vai dar muito trabalho copiar ou que tem figuras, eu só tiro uma foto da página do exercício e posto como imagem mesmo.

Exercício postado em forma de imagem pelo Prof. Victor.

💬 Eduqo: No seu caderno, você tem uma seção chamada “Exercícios” e outra chamada “Testes”. Qual a diferença entre elas e como elas te ajudam?

Victor: As seções de Exercícios são para os alunos fazerem em casa para estudar quando eles acharem melhoressas misturam exercícios do Banqo e meus.

“Para os Testes, eu uso só questões do Banqo (da Eduqo). Esses são os exercícios que eu aplico em sala, nos primeiros 15 minutos de toda aula, eles fazem as questões sobre a última matéria que eu dei. Faço isso para estimular o estudo constante.”

Eu até brinco com eles falando que eu também já fui aluno, eu sei que eles gostam de estudar só nas vésperas e como eu estou tentando fazer eles aprenderem de uma forma melhor se eu colocar uma parte da avaliação toda semana eu to dando mais vésperas pra eles estudarem, então no fim do bimestre eles acabam tendo estudado mais do que se eu tivesse feito só uma prova.

💬 Eduqo: No caderno você tem acesso à aba de resultados. Como você a utiliza? Você observa se os alunos estão fazendo as atividades, se eles estão indo bem?

Victor: Eu uso em alguns momentos sim, vejo quem está fazendo ou não e é uma coisa que a gente pode trazer à tona na própria sala de aula. Eles costumam sempre ficar surpresos como se nós nunca tivéssemos falado isso, esquecem que nós conseguimos acompanhar se eles acessam ou não e isso tem um efeito positivoa partir do momento que falamos isso eles passam a fazer mais.

Para as listas de exercícios normais eu não acompanho muito os relatórios não, posto elas mais para os alunos estudarem por conta própria, quem achar que já está sabendo o suficiente e não quiser fazer tudo bem, então nem olho quem fez ou deixou de fazer ou quanto cada um acertou. Isso eu uso nos testes que faço toda aula, olho enquanto eles fazem as questões em sala mesmo. Se eu vejo que alguma questão gerou muita dúvida eu retomo essa matéria ali no dia mesmo antes de seguir com o conteúdo.

Visualização dos resultados de uma das atividades do prof. Victor.

💬 Eduqo: Muito legal mesmo, Victor! Tem alguma dica que você gostaria de dar para esses professores que lerão seu caso de sucesso?

Victor: Para mim, o maior desafio é não nos acomodarmoso professor precisa manter o planejamento dele fresco. Às vezes nós já demos tantas vezes as mesmas aulas que já sabemos como vai ser, quais serão as tarefas, como serão as provas, entramos meio que no automático.

“O que todo professor faz é muito bom, o nosso dom de ensinar continua sendo o principal, mas sempre é possível complementar o que fazemos com novas ferramentas.”

O que eu penso é que, uma coisa que sempre atrai todos os jovens em termos de tecnologia e celular, é um sentimento de recompensa, como se fosse um jogo. Quando você joga um jogo e consegue superar as dificuldades você ganha uma recompensa, então você tem vontade de voltar naquele jogo o tempo todo certo? Acho que em termos de educação, como nós nos preocupamos em fazer eles aprenderem coisas novas que são importantes para a vida deles, a gente precisa colocar isso de um jeito que eles se atraiam e queiram voltar o tempo todo para aprender mais.

“Os jovens de hoje, não só nossos alunos, mas nosso filhos, sobrinhos e netos, estão sempre com o celular na mão. O Qmágico é um jeito de eles terem sempre a educação deles na mão também, é uma plataforma séria de ensino que se aproxima da realidade deles.”

Todo professor já tem um certo instinto de curiosidade por natureza, não podemos deixar isso morrer, nós somos apaixonados por ensinar, mas também por aprender, então não precisamos ter medo de tentar coisas novas, a tecnologia não vai diminuir o nosso valor, ela vai ser uma ferramenta que aumenta nosso potencial e facilita nossa rotina.

💬 Eduqo: Qual o seu sonho para a educação no Brasil?

Victor: Meu sonho para a educação do Brasil é que ela se torne aquela educação que a longo prazo resolva os problemas sociais, políticos e econômicos que todo mundo comenta quando falam que “só a educação vai salvar o Brasil”mesmo sem que saibam o que isso implica. Desde a infância, desde o primeiro contato da criança com a escola, sua educação terá como foco seu próprio desenvolvimento pessoal, seja intelectual, emocional, social, físico ou espiritual. E não mais que o foco seja uma quantidade X de conceitos memorizados como num processo industrial.

Eu acredito que essa educação só será atingida quando os responsáveis por ela planejarem de verdade as aulas, considerando metodologias novas aliadas a tecnologias novas, pensando ainda nas individualidades de cada aluno. As metodologias ativas e ferramentas como Qmágico entram nesse conjunto de fatores que eu acho necessário para o futuro.


Nós, da Eduqo, agradecemos ao Victor por toda a parceria e dedicação, juntos estamos transformando o ensinar para que cada pessoa se apaixone pelo aprender. 💚


Você tem uma história inovadora com a Eduqo e gostaria de inspirar outros educadores? Escreva pra gente — basta mandar um e-mail para professoresinovadores@eduqo.com.br.

Eduqo

As melhores soluções para escolas que querem personalizar a aprendizagem, engajar professores, captar e fidelizar seus alunos.

Laura Azevedo

Written by

Consultora de Sucesso do Cliente na Eduqo

Eduqo

Eduqo

As melhores soluções para escolas que querem personalizar a aprendizagem, engajar professores, captar e fidelizar seus alunos.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade