Retorno às aulas com ensino híbrido: como aproximar as famílias da escola neste momento?

Migrar as rotinas pedagógicas para ambientes digitais de maneira urgente foi a realidade desafiadora de muitas escolas nos últimos dois meses. Entretanto, a dificuldade de aproximar os pais e responsáveis do aprendizado das crianças sempre foi uma questão importante dentro e fora da escola, mesmo antes da crise de saúde que estamos vivendo se iniciar.

Alguns instrumentos antigos, como boletins, agendas e memorandos, que têm a intenção de fazer a família entender a aprendizagem de seus filhos não parecem mais ser suficientes — as famílias precisam de mais visibilidade para perceber genuinamente tudo que a escola faz por elas e seus filhos.

Em meio a tantos desafios e mudanças de hábito que as escolas estão vivendo e compartilhando, uma comunicação truncada entre escola e família agrava ainda mais a percepção de crise e o sentimento de medo, angústia e preocupação dos pais e responsáveis. Mas mesmo assim, esse assunto não deve ser deixado para trás, visto que o relacionamento entre a família e a escola tem impacto direto no desenvolvimento dos estudantes, na satisfação das famílias e também na retenção de alunos.

Escolas têm observado que cerca de 50 a 70% das famílias não se sente segura para mandar seus filhos de volta à escola, na reabertura, em pesquisas realizadas sobre a percepção familiar na volta às aulas presenciais.

O primeiro passo para uma boa aproximação entre escola e família é a reflexão interna: a escola deve se colocar no lugar de familiar para começar a entender as ansiedades e inseguranças que as famílias têm em casa. Reunimos algumas perguntas que você pode se fazer para refletir se a percepção que as famílias dos seus alunos estão recebendo é boa.

Será que as famílias estão…

  • conseguindo orientar os filhos para acessar os materiais de aula?
  • enxergando valor pedagógico nas atividades propostas?
  • satisfeitas com as ferramentas escolhidas pela escola?
  • seguras de mandar os filhos para a escola caso as aulas presenciais sejam retomadas?
  • cientes das medidas pedagógicas, sanitárias e financeiras que a escola tomou neste momento?

É claro que, dependendo da realidade da sua escola e do tamanho da equipe pedagógica, acompanhar cada família individualmente pode ser praticamente impossível, mas existem outros caminhos que podem nos ajudar a encontrar as respostas e evidências de que sua escola está indo bem e ainda aproximar os pais neste momento delicado.

Esta é uma lista de 6 dicas práticas que escolas ao redor do Brasil estão aplicando para melhorar a comunicação entre escola e família:

  1. Monte um passo a passo: tenha em mente que seus alunos estão sendo acompanhados, de maneira presencial, por pessoas que exercem outras profissões. Por isso, é crucial ter um material de apoio para orientar os pais e alunos. Experimente criar tutoriais ou compilar dicas de como conduzir uma tarefa, quais perguntas podem ser feitas antes de começar a aula e deixar um manual de utilização para que o aluno consiga acessar sua aula, sozinho ou supervisionado.

Aqui na Eduqo, preparamos um manual para pais e alunos de nossas escolas parceiras com os primeiros passos e ambientação a plataforma

2. Continue capacitando seus professores e compartilhe os planos de ação com as famílias de seus alunos: muitas escolas não tiveram tempo de treinar os docentes para a situação atual e as famílias tendem a precisar de mais ajuda da equipe pedagógica neste momento, por isso é importante garantir que seus professores e coordenadores consigam trabalhar com qualidade para passar segurança para os pais e alunos.

3. Fique sempre em contato com seus alunos: a educação remota requer maturidade, envolvimento e uma nova dinâmica de estudo, o reforço na interatividade com os alunos é fundamental para entender como seus alunos estão se comportando frente às mudanças vividas. Experimente mandar mensagens nos meios de comunicação oficiais da escola para ouvir os pais e alunos ou até propor uma interação menos formal através das redes sociais que se sentir mais à vontade.

  • Escreva dicas para estudar com aulas online e outros desafios que seus alunos podem estar vivendo, resgate lembranças de eventos ou momentos especiais e mantenha as cadências que existiam no presencial como aulas de apoio e reuniões de pais.

4. Tenha empatia como palavra chave e conheça o propósito das atividades: estamos todos nos adaptando e talvez o cronograma de conteúdo da escola também precise ser adaptado. A quantidade excessiva de atividades pode gerar mais frustração do que evidências pedagógicas. Por isso, tenha em mente que a qualidade das atividades pedagógicas sempre superam a quantidade e que seus alunos estão em um novo ambiente de aprendizagem. Junto de sua equipe pedagógica, estabeleça o objetivo de cada atividade que será proposta e reflita: “Essa atividade me torna capaz de entender o que sobre a aprendizagem do meu aluno? Quais evidências estou buscando ao aplicá-la?”

5. Clareza a transparência com os próximos passos: com o encerramento do primeiro semestre, o assunto da reabertura das escolas brasileiras se tornou cada vez mais presente e alguns estados, inclusive, já divulgaram seus planos de retomada, mas ainda existem muitas dúvidas pairando sobre a praticidade e segurança das diretrizes fornecidas e, como consequência, as famílias estão cada vez mais preocupadas.

O retorno às aulas na Europa, ainda está sendo contestado por especialistas e pesquisas que estimam os riscos do retorno às aulas e alertam para a necessidade de pensar ‘’além do primeiro dia’’.

É importante que sua escola esteja atualizada sobre o assunto e discuta abertamente com os familiares o que sabe e o que planeja para retomar as atividades presenciais. Experimente ter uma momento semanal ou quinzenal junto aos responsáveis para discutir (virtualmente, via reuniões ou ligações de vídeo) as notícias e deixar o canal de comunicação sempre aberto. Importante frisar que estamos vivendo com muitas incertezas, por isso não se deve esperar que a escola tenha todas as respostas nem que os pais tenham todas as perguntas, esse é um momento de troca onde os dois lados precisam e podem se ajudar mutuamente.

6. Escuta ativa para identificar demandas: seus alunos podem estar precisando de algo que você ainda não descobriu ou conhece. Faça uma pesquisa de satisfação! Elabore um questionário (não muito extenso! Quanto mais perguntas, menos respostas.) com perguntas que você gostaria de fazer as famílias e deixe um espaço para críticas e sugestões ou disponibilize um horário para acompanhar de perto.

A digitalização pode ter surgido na sua escola como uma emergência, mas tem um altíssimo potencial de se tornar uma ferramenta aliada mesmo com o retorno do presencial, por isso é ainda mais importante ter dicas como essas que te passei acima para construir planos de ação fundamentados nos conceitos de comunicação, empatia e acompanhamento constante.

Espero que esse artigo tenha sido útil e que você consiga, desde já, ter ou construir um plano de comunicação próxima e de qualidade com as famílias que fazem parte da sua comunidade escolar.

Deseja compartilhar alguma experiência ou ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário! Teremos prazer em ouvi-lo.

Quer conversar mais sobre o tema ou precisa de ajuda especializada, nosso time de Sucesso do Cliente ficará muito feliz de conversar com você.

Caso tenha gostado do artigo e queira mais dicas e informações interessantes sobre o mundo da educação, assine a newsletter da Eduqo e continue acompanhando nossos melhores conteúdos e discussões!

Comunicadora e professora apaixonada, analista de Marketing de formação e curiosa pelo mundo.

Sign up for Newsletter da Eduqo

By Eduqo

Semanalmente enviamos as principais notícias de educação comentadas e materiais práticos sobre inteligência de dados, personalização da aprendizagem, captação e fidelização de alunos Take a look.

By signing up, you will create a Medium account if you don’t already have one. Review our Privacy Policy for more information about our privacy practices.

Check your inbox
Medium sent you an email at to complete your subscription.

As melhores soluções para escolas que querem tornar o Ensino Híbrido uma realidade, Personalizar a Aprendizagem, Engajar Professores, Fidelizar seus alunos e Captar mais alunos.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store