O Viveiro IA é o lugar que você precisa visitar se ama nossas florestas

Sabe-se que somente cerca de 20% da população de Ubatuba descende de família tradicionalmente caiçara, com duas ou mais gerações nascidas no município. Os povos indígenas e quilombolas ainda guardam seus saberes agrícolas, medicinais e históricos, e, infelizmente, é acanhado o número de habitantes contemporâneos que têm contato significativo com essas culturas, ou mesmo com as riquezas naturais da Mata Atlântica, que cobre a maior parte de Ubatuba. Nesse ponto e em muitos outros, o Instituto da Árvore veio para ajudar: fundado em 2005, a organização cultiva mudas de espécies nativas, faz uma ponte entre a cultura tradicional caiçara e os novos ubatubenses e contribui ativamente em melhorias para a comunidade.

O Instituto nasceu na Semana da Mulher com mais duas ONGS (SAPO Uba e a Associação de Mulheres Negras Afrodescendentes) e visa auxiliar no pagamento de dívidas ambientais — que podem variar entre 25 a 70 mudas por árvore cortada — bem como no reflorestamento. As mudas criadas são vendidas a preços acessíveis, e, juntamente com um trabalho de conscientização, o IA estimula o plantio. Trabalho esse que se dá no formato de oficinas, palestras em escolas e em eventos ambientalistas (como o recente VII Festival da Mata Atlântica), por exemplo. O projeto do Viveiro IA acredita em um resgate das novas gerações para a terra: propõe um certo “retorno”, buscando uma sinergia entre reino animal e vegetal. Ele também expõe os conhecimentos dos quilombos e aldeias indígenas que estão em Ubatuba há muitos anos para crianças, jovens e adultos — estas comunidades são inclusive auxiliadas pelo Instituto.

A visita é gratuita e programada. Educadores podem ver nas oficinas uma ótima experiência para os alunos: há artesanato (argila ao velho costume; queimada na fogueira, capaz de produzir panelas de barro resistentes ao fogão), estudo das espécies nativas, medicinais e sementes, plantio de árvores e horta orgânica. É possível ainda visitar o Berçário, viveiro no Camping Usina Velha, modelo em desenvolvimento sustentável, e passar bons momentos em contato com a natureza como voluntário. Para marcar a visita, basta preencher um formulário no site.

Como chegar? Rua Usina Velha, 593 — Perequê-Açu.
Como contatar? (12) 3832–5788 e página na internet.
Como ajudar? O Viveiro precisa atualmente de caixinhas de leite para as mudas, doações quaisquer e voluntários.