13 Reasons Why

13 Reasons Why traz ao imaginário da sociedade uma nova visão sobre as relações pessoais, pelo menos assim que me senti ao assistir a série uma primeira vez, e uma segunda vez para ter certeza.

A trama se desenrola em uma escola e seu cotidiano de pessoas populares e de temas como Machismo, Racismo, Homofobia, Bullying, Estupro, ou seja, o mundo sombrio que existe na adolescência.

Por isso antes de qualquer coisa, acho que o tema deva ser discutido, não podemos relevar, ela poderia ter sobrevivido? sim, mas cotidianamente não é isso que acontece com milhares de jovens, que na maioria das vezes não são ouvidos, ou se sentem sozinhos, porque precisamos melhorar a forma como tratamos as pessoas, ou uns aos outros. As disputas por poder e espaço precisam ser discutidas, a forma como as mulheres e as jovens são tratadas não podem ser naturalizadas.

Mas vamos falar da série:

A trama conta com 13 episódios, e foi baseada no livro que leva o mesmo nome, de Jay Asher, conta a história de Hannah, uma menina que se suicidou e deixou em fitas cassetes gravadas o porquê do suicídio. Cada episódio trata de um personagem e de como isso a influenciou a entrar em uma onda de depressão, levando-a ao suicídio.

O elenco da Série é composto por atores adolescentes na sua maioria, dando um destaque as atuações de Kate Walsh e Brian d’Arcy James, os pais de Hannah que brilharam muito nos papéis, e de Dylan Minnette e Katherine Langford nos papéis de Clay e a personagem principal Hannah. Ambos retrataram de forma muito real as emoções dos personagens e o sentimento adolescente envolvido na trama.

A série retrata dois tempos, em duas perspectivas, uma na perspectiva de Hannah e outra na de Clay. Até o 8º episódio me pareceu um enredo lento, sem muitas novidades, mas que mesmo assim prendia o telespectador, a partir do 9º episódia a trama se torna mais tensa e é onde inclusive há um aviso que terão cenas muito fortes.

O Enredo e Roteiro são baseados de fato no livro, contudo amplia um pouco o horizonte demonstrando emoções você se sente dentro do personagem como se fosse participante da história, o que pode ter causado em alguns um certo terror.

Um ponto negativo para mim foi a série ter saído toda de uma vez, justamente por se tratar de um tema tão pesado como Suicídio, não acho que deveria ser absorvida toda de uma vez, talvez se a netflix tivesse liberado um episódio por semana fosse melhor para popularizar o tema e também para o público absorver os acontecimentos e toda aquela vontade de fazer maratona acaba sendo prejudicada, porque existem episódios longos demais sem muito sentido.

De toda forma, a série tem uma pegada muito parecida com Spotlight na direção, nos quadros nas cenas (afinal é do mesmo diretor ), um roteiro bom, mas não maravilhoso e um enredo que poderia ter sido melhor elaborado.

Outro ponto positivo é a trilha sonora que consegue ser agradável e bem teen sem ser idiota, o que pra mim já é uma vantagem enorme .

Concluindo, o tema da série é muito importante e acho que mostrar todos os passos relacionados a esse tema foi fundamental para não revelar nem romantizar demais o fato de que você pode sair dessa. Tem horas que isso não é possível, a sociedade é cruel mesmo, e precisa saber que é cruel. mas tem o mérito de mostrar que pessoas precisam de ajuda e o quanto não sabemos cuidar uns dos outros.

SERIE : 13 Reasons Why 
PLATAFORMA : NETFLIX 
EPISÓDIOS : 13 
TEMPO : 60
#13ReasonsWhy #CVV #Netflix

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Em cartaz’s story.