Endorfina Empreendedora: Charles Schwanke

Este projeto surgiu da paixão em comum dos participantes do Lab.X Joinville pelo empreendedorismo. O principal objetivo é compartilhar entrevistas com empreendedores que vivem seus sonhos no dia a dia.

Nesta edição a entrevista é com Charles Schwanke, Diretor Executivo na Associação Empresarial de Blumenau (ACIB), mas faz parte também do Conselho de Administração do Instituto Gene Blumenau (incubadora de empresas), além de prestar consultoria na Blusoft (Polo Tecnológico de Informação e Comunicação da Região de Blumenau) na sistematização do Programa Entra21 que capacita jovens para às áreas de software. Nos últimos 13 anos leciona disciplinas na área de administração de empresas na UniSociesc Blumenau.

Como surgiu a ideia de ser empreendedor/de envolver-se com empreendedorismo?
Sempre tive uma veia forte nesta área. Começou quando coordenei o Festival Universitário da Canção e o Festival Universitário de Teatro, quando era diretor cultural do DCE da FURB (Diretório Central dos Estudantes). Em duas oportunidades tentei viabilizar empresa de consultoria em projetos, que não deram muito certo. Depois, quando trabalhei na Prefeitura de Blumenau como diretor de desenvolvimento econômico, envolvi-me muito em organizar missões comerciais aos países do Mercosul, iniciei meu envolvimento com a Blusoft e o Gene, atuei também na captação de investimentos e em projetos como o distrito industrial de Blumenau e o planejamento da cidade, denominado Blumenau Vitrine Nacional.

Qual o seu sonho grande?
Meu sonho grande é fazer com que a cidade tenha um bom desenvolvimento econômico alinhado com a preservação ambiental e de sua história. Sonho também com o desenvolvimento do ecossistema de inovação e de empreendedorismo da nossa cidade. Esses são os meus propósitos.

Existe algum empreendedor em sua família?
Meu pai foi empreendedor. Teve duas empresas e presidiu a Câmara de Dirigentes Lojistas em Blumenau (CDL).

Como você se vê como pessoa? Existe alguém que te inspira?
Me vejo uma pessoa engajada e que acredita nas pessoas. Me inspiro muito em outros empreendedores e pessoas que fazem acontecer.

Quais as suas características pessoais mais importantes para sua empresa?
Acho que é a arte de bem receber, de saber ouvir, de bem avaliar as coisas, com racionalidade e equilíbrio.

O que mais lhe marcou na sua trajetória como empreendedor ?
Tive boas experiências por todos os lugares onde passei. Gostei muito de realizar o Festival Universitário da Canção, quando diretor cultural do DCE/FURB; de ter atuado muitos anos em incubadora de empresas - na geração de novas empresas e ao ajudar na sobrevivência delas; na organização de missões e rodas de negócios, levando empresários ao Paraguai, Uruguai, Argentina e Chile; de um trabalho de 30 dias para ajudar as empresas de software do Paraguai (consultoria internacional, prestando serviço a uma empresa de Barcelona); dos projetos Blumenau Vitrine Nacional, do Programa da Indústria Automotiva de Santa Catarina; de ter conseguido trazer o Programa Entra21 para Blumenau, e tantos outros mais.

Você mudaria algo em sua trajetória?
Não mudaria nada na minha trajetória. Estou satisfeito com a minha biografia.

Qual foi o maior desafio encontrado até hoje como empreendedor?
Foram muitos desafios, os quais nunca me furtei a coordenar ou a coparticipar.

O que você diria para alguém que está começando a empreender?
Que acredite no seu sonho, não se deixe abalar pelas opiniões contrárias, tenha foco e determinação e procure estar junto de pessoas que pensem de forma positiva e que possam de alguma forma contribuir para a tua trajetória.

Essa história te inspirou?

Acreditamos que o compartilhamento de histórias como esta podem ser um gatilho de motivação, deixe-se inspirar e corra atrás da realização de seus sonhos!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.