Agencias de Talentos correm atrás do mercado financeiro e deixaram os roteiristas pra trás

Jota Gaivota
Aug 6 · 4 min read

Esta matéria é parte de uma série chamada Como o mercado financeiro explora os roteiristas de Hollywood. Confira as outras partes.

Enquanto estávamos todos ansiosos pelo mais recente ‘Vingadores’, um outro tipo de ultimato era dado em Hollywood. Por decisão da maioria dos, mais de, 5.000 membros, em 22 de abril o Writers Guild of America (WGA), o sindicato dos roteiristas e escritores de diversas mídias, encerrou 80% dos contratos de seus membros com agências de talento. A decisão, aprovada em assembléia, é baseado no relatório ‘Agencies for Sale’, encomendado pelo órgão, o qual demonstra que apesar do aumento dos investimentos na indústria, das receitas das agências de talento e do repasse aos executivos há a comprovada diminuição na compensação dos escritores. Este processo se deu pela influência de fundos de investimentos que aplicaram capital nas três maiores agências dos EUA.

Agências Vendidas

As Agências de Talento operam na indústria do entretenimento a um século. Seu objetivo é ajudar aos clientes, neste caso escritores e roteiristas, a encontrar emprego e, em tese, negociar compensações acima do mínimo estabelecido em convenções coletivas. O pagamento aos agentes então seria feito somente sobre uma taxa de 10% do valor recebido pelo cliente.

Atualmente, de acordo com o WGA, cerca de, 70% dos escritores sindicalizados tem contrato com ao menos uma das três agências, ou seja, elas controlam a indústria estadunidense da representação:

  • William Morris Endeavor (WME);
  • Creative Artists Agency (CAA);
  • United Talent Agency (UTA).

Taxa de Empacotamento

Estas grandes empresas de representação institucionalizaram a taxa de empacotamento (do inglês, packaging fee), que ocorre quando elas negociam seu pagamento diretamente com os estúdios quando um contrato é fechado, ao invés de ser um repasse dos escritores. Isso faz com que as agências não tenham incentivo de negociar compensações melhores aos seus clientes, aliás o quão menor for esse pagamento, maior pode ser a taxa negociada.

Eles estão ganhando muito dinheiro ao precarizar o trabalho dos roteiristas. Geralmente há um adiantamento que pode ser de US$ 30.000 a US$ 75.000 por episódio da produção, mais US$30.000 a US$75.000 de cada episódio deferido e depois uma porcentagem do lucro bruto do show. São dezenas de milhares de dólares, por produção, que são arrecadados sobre um trabalho que ela mal teve envolvimento no produto final.

O desempenho destas empresa em monetizar o acesso a seus clientes atraiu bilhões de dólares em investimento através de Capital Privado

O Mercado do Capital Privado

O também conhecido como Private Equity é feito através de Fundos de Investimento em Participação, aqui no Brasil é regulado pela Comissão de Valores Imobiliários. Seu objetivo é a entrada em empresas de capital fechado, geralmente através de fusão ou aquisição por outras empresas. Isso após um período, que pode varias de três a sete anos, os fundos realizam a saída através da venda direta de suas ações, ou de uma Oferta Pública Inicial.

Não é somente um investimento de dinheiro, o fundo se torna um novo sócio da empresa. E isso é fundamental para entender o que está acontecendo em Hollywood.

CAA e a TPG Capital

O fundo TPG Capital é gestor de investimentos diversos, que juntos somam cerca de US$ 103 bilhões. Dentre eles estão:

  • Cirque Du Soleil
  • MGM
  • Spotify
  • Uber
  • Vice Media

Veja todos os investimentos aqui (inglês)

A TPG Group investiu até o momento cerca de US$ 440 milhões, tendo maioria das ações da CAA. Sendo o primeiro aporte feito em 2010, por US$ 165 milhões. De lá pra cá houveram mais investimentos e também vendas de ações minoritárias, principalmente para grupos asiáticos: China Media Capital, Fubon Financial Holding Co., Taiwan Mobile e Temasek Holdings.

Dentre os roteiristas representados pela agência estão, segundo o Deadine:

  • Emma Thompson, Sense and Sensibility (1996);
  • Brian Helgeland, L.A. Confidential (1998);
  • William Monahan, The Departed (2007);
  • Dustin Lance Black, de Milk (2009);
  • Jim Rash ,Nat Faxon e Alexander Payne, The Descendent (2012).
  • Chris Terrio, Argo (2013);

WME e Silver Lake Partners

A Silver Lake opera fundos focados principalmente em tecnologia. Os ativos combinados somam US$ 43 bilhões. Alguns dos investimentos são:

  • Locaweb (brasileira!);
  • Dell;
  • Tesla;
  • UFC;
  • AMC Entertainment.

Veja todos os investimentos aqui (inglês)

A Silver Lake Partners, responsável por grandes aportes da Silver Lake, já investiu mais de US$ 500 milhões somados à WME em várias etapas que envolvem aquisições da UFC e da IMG, esta última gerencia eventos esportivos. A agência também recebeu cerca de US$ 1,8 bilhões em investimentos de outras organizações comoo Canada Pension Plan Investment Board, um fundo soberado da Arábia Saudita, a chinesa Tencent entre outras.

UTA e PSP, Investcorp

A Investcorp, uma gestora de fundos para mercados de tamanho médio, e a PSP Investments, fundo de pensão público do Canadá, fizeram investimento de US$ 200 milhões na UTA, representando 40% da empresa. Não tem nenhuma empresa realmente conhecida que recebe investimento da Investcorp, mas segue a lista (inglês). A PSP Investments não publica o portfólio online.


O investimento externo do Capital Privado tomou completamente o lugar dos escritores, que por excelência são os verdadeiros clientes das Agências da Talento. No próximo artigo veremos que diversificar sua receita é a chave para uma empresa bem sucedida, logo a priorização da taxa de empacotamento não foi a única mudança recente nas agências.

Acompanhe o Enfim Cinema

Enfim Cinema

Política, Economia e História. Enfim, Cinema.

Jota Gaivota

Written by

Enfim Cinema

Política, Economia e História. Enfim, Cinema.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade