A LADRA DE HISTÓRIAS

PhotoPin

Ela não vivia a dela. Roubava a dos outros.

Ela tinha vida, trabalho e suas séries preferidas mas não tinha histórias pra contar. Não tinha um acontecimento interessante, um fato esquisito, uma piada pronta ou um dia que aconteceu algo que ela poderia adicionar a sua vida.

Ela não tinha histórias… por isso roubava a dos outros.

Contava o que via na rua, o que ouvia no trabalho… histórias da sua família, da sua mãe… histórias que lia nos livros e nas revistas… no youtube e no insta.

E assim ia acreditando que aquelas histórias eram dela e sonhava com elas. Com a continuação das narrativas que não tiveram fim. O que será que aconteceu com fulano ou sicrano? Ela achava as coisas e tomava como verdade para si. Ria e chorava sozinha vivendo as coisas que roubava dos outros.

Ela tinha medo de escrever sua própria história.